.

.

terça-feira, 16 de maio de 2017

ESPALHE A VERDADE

O que Marina tem dito sobre as reformas:
1. São muitas as arbitrariedades das propostas de reformas apresentadas pelo governo Temer
2. Na reforma da Previdência, por exemplo, mesmo com 65 anos de idade dificilmente o trabalhador vai conseguir completar 25 anos de contribuição
3. Na reforma trabalhista, é inadmissível ter trabalhadores que ficam em processo de espera, de forma intermitente, sendo convocados a qualquer momento pelo empregador, sujeito a pagar multa se não estiverem à disposição
4. O governo precisa ter legitimidade, credibilidade e popularidade para conduzir reformas de tamanha magnitude e alcance. Coisa que esse governo não tem
5. O presidente tem se apoiado exclusivamente na equipe econômica, que tem sido hospedeira do governo. E está fazendo reformas sustentado apenas pelo lado do empregador
6. O governo não tem tido a disposição para o diálogo com os outros segmentos da sociedade e faz uso de velhos métodos de barganha com cargos públicos para obter apoio no Congresso, apesar de todos os abusos sendo investigados pelo trabalho da operação Lava-Jato
7. Não vou pelo discurso fácil de que não precisa de reforma. Tanto precisa que todos os governos anteriores tentaram implementá-las
8. Não é a primeira vez que se está se fazendo uma reforma da Previdência. O governo Fernando Henrique fez, o governo Lula e o governo Dilma também fizeram
9. A diferença é que, nos governos anteriores, mexia mais com os funcionários públicos federais
10. Estas reformas têm uma abrangência maior, afeta o conjunto da sociedade e a trabalhadores que já vivem em condição de vulnerabilidade
11. Nas campanhas presidenciais de 2010 e 2014 defendi a importância de uma agenda de reformas para o Brasil, mas que fossem amplamente pactuadas com toda a sociedade
12. Quando você discute um tema com essa magnitude, o que se espera é que o debate seja encaminhado por um governo eleito, com credibilidade e legitimidade, para mediar os diferentes interesses da sociedade
Marina Silva, porta-voz nacional da REDE
Bookmark and Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário