.

.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

ORDEM DE GRANDEZA

Lydia Medeiros, O Globo
A delação de Mônica Moura e João Santana vai expor as cifras milionárias das campanhas eleitorais pagas com caixa dois.
Em comparação com o que virá nos depoimentos da Odebrecht sobre Venezuela e Angola, parecerão modestas.
Os dois países abasteceram dois terços das propinas pagas pela empresa no exterior, inclusive a clientes brasileiros.
A empreiteira distribuiu, em 12 países, um total de US$ 3,3 bilhões, entre 2006 e 2014. Cerca de US$ 1 bilhão foi pago no Brasil.
Bookmark and Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário