.

.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

POLITICAMENTE CORRETO

O ministro da Cultura, Roberto Freire, que foi assistir ao Carnaval de São Paulo no Anhembi nesta noite de sexta-feira, entrou na discussão das marchinhas politicamente incorretas. Na opinião dele, “não faz sentido” proibir canções que, apesar de tratar de maneira incômoda de questões raciais e de sexualidade, fazem parte da história do Carnaval brasileiro.
“Não gera nenhuma influência [sobre as crianças]. Se nós colocarmos o politicamente correto em tudo, daqui a pouco não vai ter Carnaval”, disse o ministro.
Sobre o bate e rebate que protagonizou com o escritor Raduan Nassar no evento do Prêmio Camões, ele afirmou que a questão já foi resolvida. Perguntado se os dois se entenderam depois do episódio, ele respondeu: “não falei com ele. Nem antes, nem depois”.
Do Blog Maquiavel, Veja
Bookmark and Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário