.

.

sábado, 31 de dezembro de 2011

FELIZ 2012

Caros leitores, amigos, parceiros e visitantes, mais um ano termina. 2011 foi um ano de muitas conquistas para o blog Sou Chocolate e Não Desisto, resultado de muito trabalho em sete anos de existência.

Neste ano ganhamos mais repercussão na internet: blogs e sites reproduziram nossas matérias. Nas redes sociais como Facebook, Twitter e Orkut também foram destaques.

Para fechar com chave de ouro, Sou Chocolate e Não Desisto ficou em 2º lugar no Prêmio TopBlog – espécie de Oscar da blogosfera brasileira – na categoria Política/Blog Pessoal, pelo Júri Acadêmico.

A todos os leitores, amigos, parceiros e visitantes, muito obrigado. Desejo um Ano Novo de realizações, muito amor, paz e esperança. Feliz 2012. Abraço do amigo Valério Sobral.

Bookmark and Share

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

A PRIVATARIA TUCANA

Lançado no início do mês de dezembro, o livro A Privataria Tucana, do jornalista Amaury Ribeiro Jr, relata irregularidades durante o processo de privatização de empresas públicas no governo Fernando Henrique Cardoso - 1995/2003.

Em poucos dias o livro se tornou um fenômeno de vendas, só no primeiro dia de lançamento chegou a marca dos 15 mil exemplares. A alta vendagem em tão pouco foi uma surpresa para editora e livrarias.

Mais 15 mil foi impresso nos últimos dias para suprir a demanda. Esse esgotamento relâmpago gerou o boato e difundido nas redes sociais de que as grandes livrarias do país Cultura, Saraiva e Siciliano estariam boicotando o livro a pedido do tucano José Serra, um dos personagens do livro. Em nota, a Cultura disse que tal fato não ocorreu.

A livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo desmentiu o boato de que houve uma tentativa de uma pessoa comprar todo o estoque do produto com o suposto objetivo de impedir que outros o adquirissem.

Os tucanos de plumagem lustrosa e bico grosso entraram em ação para rebater A Privataria Tucana. Em nota oficial, FHC classificou de “infâmia” e disse que o jornalista fabricou acusações e montou uma "calúnia organizada". O ex-presidente comparou ao Dossiê Cayman, conjunto de documentos falsos feitos para incriminar o PSDB nas eleições de 1998. O presidente nacional do partido, Sérgio Guerra promete processar o autor.

A obra já é um sucesso de vendas e figura na lista dos livros mais vendidos, segundo as livrarias, mas na grande mídia, A Privataria Tucana continua na penumbra.

Bookmark and Share

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

NA SALA DE CIRURGIA

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner (58) será submetida a uma cirurgia no próximo dia 4 de janeiro para a retirada de um tumor cancerígeno. O câncer na tireóide foi diagnosticado nos exames de rotina no último dia 22 de dezembro, como informou o porta-voz da Presidência, Alfredo Scoccimarro.

A retirada do tumor será realizada em um hospital particular e a presidente deverá ficar internada por quatro dias. A licença médica de Cristina Kirchner deverá durar uns 20 dias e nesse período quem assume o governo argentino é o vice-presidente Amado Boudou.

Neste ano, a presidente da Argentina já sofreu alguns problemas de saúde que a obrigaram a suspender as atividades oficiais: em abril ela sofreu queda de pressão e ficou mais de 48 horas em repouso. Em outubro – dias antes das eleições, a qual reelegeu Cristina para mais um mandato que vai até 2015 – ela foi sucumbida outra queda de pressão.

Além de Cristina Kirchner, outros líderes de países da América Latina foram acometidos pela doença nos últimos cinco anos. Seu colega paraguaio, Fernando Lugo, a atual presidente brasileira, Dilma Rousseff, o venezuelano Hugo Chávez e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lutaram contra a enfermidade.

Bookmark and Share

ELE VOLTOU...

O senador Jader Barbalho (PMDB-PA) tomou posse na tarde desta quarta-feira (28). Eleito em 2010, com mais de 1 milhão de votos, ele foi barrado pela Lei da Ficha limpa por ter renunciado a um mandato anterior para escapar de um processo de cassação.

Com o registro de candidatura negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (STF), Jader recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF), na Corte, a decisão dos ministros foi a favor do parlamentar. Enquanto não saiu a decisão, quem assumiu a vaga do peemedebista foi a senadora Marinor Brito (PSOL-PA).

Num esforço que só amigo faz, a Mesa Diretora do Senado deixou de lado o recesso parlamentar e numa sessão extraordinária empossou Jader Barbalho. Com esse gesto amigável a quatro dias do fim do ano, assegura ao senador uma ajuda de custo, cada uma no valor de R$ 26.723,13. Uma das parcelas justamente por tomar posse ainda em 2011 - a outra será paga no início do próximo ano legislativo.

Bookmark and Share

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

O RANKING DO CONGRESSO

Pesquisa realizada pela revista Veja e o Núcleo de Estudos do Congresso, do Rio de Janeiro, avaliaram deputados federais e senadores, a aferição foi como eles se posicionaram com palavras e votos em relação a questões vitais que tramitaram nas duas casas legislativas em 2011. Confira abaixo se o deputado ou senador que você elegeu está na lista. Clique aqui.

Bookmark and Share

domingo, 25 de dezembro de 2011

FELIZ NATAL !

A todos os amigos, leitores, parceiros do blog Sou Chocolate e Não Desisto, desejo um Natal de paz, amor, saúde, sucesso e felicidade. Feliz Natal !!! Abraço do amigo, Valério Sobral.

Bookmark and Share

sábado, 24 de dezembro de 2011

O BEM AVALIADO

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB) está rindo à toa nesse fim de ano, o motivo é o resultado de uma pesquisa encomendada pelo Grupo Bandeirantes de Comunicação – Band e pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) e divulgada recentemente. A pesquisa revelou qual o governador detém o mais alto índice de aprovação. Entre os dez governadores avaliados, Eduardo Campos tem 89% de aprovação.

Em segundo lugar aparece Beto Richa (PSDB), do Paraná, com 74% e Sérgio Cabral (PMDB), do Rio de Janeiro, é o terceiro, com 71% de aprovação. A pesquisa ouviu 10.878 pessoas, entre homens e mulheres, em todo o país, entre os dias 3 e 6 de dezembro.

A pior colocação ficou com o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz Filho (PT), com apenas 23% da aprovação popular. Os entrevistados ouvidos pelo Ibope também avaliaram se os governos atuais de cada estado são ótimos, bons, regulares, ruins ou péssimos.

Neste quesito, o governador pernambucano também aparece em primeiro lugar – 34% acreditam que a administração atual é ótima e 45% a avaliam como boa. Um pouco atrás aparece o governador do Ceará, Cid Gomes (PSB) – 13% acredita que sua administração é ótima; seguido por Jaques Wagner (PT) com 12%.

O último na classificação geral continua sendo o governador do Distrito Federal. Apenas 1% acredita que sua administração é ótima, enquanto 44% dos entrevistados a avaliam como péssima.

Bookmark and Share

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

TERCEIRO MUNDO À VISTA

Por Buba Lima do blog Casa de Mãe Joana

Assim como são as pessoas, são os impérios. Eles nascem disseminam sua hegemonia e morrem.

Foi assim com todos os impérios que já houve no mundo, desde os mais remotos aos vigentes, mais cedo ou mais tarde, ruirão.

E não é diferente com o império americano. Mas eles já estão se preparando para a eminente queda precedida do tombo, causado pelo abalo das bolsas em 2008.

Já tem até séries de TV e Filmes com críticas sociais, recurso que até então só eram usados por países pobres numa tentativa de chamar a atenção das autoridades para suas incontáveis mazelas.

Dia destes, vi uma sena digna de sociedade em queda livre. Um decadente policial espancava manifestantes de All street, daqueles que protestam contra o capitalismo e suas conseqüências.

O balofo policial em nada lembrava o bravo e justiceiro policial americano dos filmes de outrora. Era simplesmente um inexperiente soldado para aquela empreitada.

Aos americanos, só lhes faltam as mulatas e aprenderem a realizar o maior espetáculo da terra. Abandonarem de vez o glamour dos estádios de futebol americano e se amarrarem nas peladas. Lutar com paixão para ganharem a próxima copa do mundo, se possível, contra o Brasil. Mesmo porque, em pouco tempo, não daremos mais atenção para tais folclores.

Devem por fim, ser mais complacentes com a corrupção, comerem mais arroz com feijão e aprenderem o jeitinho brasileiro. E como somos muitos hospitaleiros, sejam bem-vindos ao teceiro mundismo. Já que nossos los hermanos, jamais lhes dirão.

Bookmark and Share

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

UMA NOITE ESPECIAL...

A noite do último sábado (17) foi muito especial para o blog Sou Chocolate e Não Desisto. Finalista – Top3 – do Prêmio TopBlog 2011, ficou em 2º lugar na categoria Política/Blog Pessoal. Essa conquista é o reconhecimento de muitas horas de trabalho, principalmente na madrugada.

Meu irrestrito agradecimento e carinho à Lindinéia Lima, minha super amiga jornalista, a qual não mede esforços, seja dia ou noite está sempre firme e forte como uma coluna de carrara. Seus textos são enriquecedores e exclusivos para o Blog.
A conquista desse prêmio nos mostra que estamos no caminho certo. A responsabilidade aumenta e nos impulsiona a melhorar cada vez mais, pautado pela verdade e a imparcialidade como deve ser o jornalismo.
O Prêmio TopBlog foi criado em 2008 pela Mix Mídia com objetivo de incentivar e premiar os blogs mais populares do Brasil, por meio de votação popular e acadêmica. O Prêmio é uma referência para blogueiros de todo o país. Tornou-se uma espécie de Oscar da blogosfera brasileira.
Em 2009 teve início a premiação e o blog Sou Chocolate e Não Desisto pelo voto popular ficou entre os cem – Top100 – blogs na categoria Política/Blog Pessoal e em 2010 repetiu a dose. Neste ano, o sabor foi maior: somos Top2 pelo Júri Acadêmico.
Muito obrigado a todos que votaram e ao Júri Acadêmico.
Att,
Valério Sobral.
Bookmark and Share

sábado, 17 de dezembro de 2011

PRESENÇA CONFIRMADA

Caros leitores, amigos e parceiros, pela primeira vez o blog Sou Chocolate e Não Desisto é um dos finalistas do Prêmio TopBlog 2011, importante prêmio da blogosfera criado em 2008 pela Mix Mídia com objetivo de incentivar e premiar os blogs mais populares do Brasil, por meio de votação popular e acadêmica.
Nesta edição de 2011, mais de 150 mil blogs foram inscritos em 25 categorias. Apenas os 100 blogs mais votados de cada categoria passaram para o 2º turno e os três blogs de cada categoria que recebeu mais voto popular e acadêmico estão na final.Top 3.
Eleito pelo Júri Acadêmico na categoria blog política/pessoal, Sou Chocolate e Não Desisto está entre os três blogs mais bem avaliados do Brasil pelo Júri Acadêmico.
Responsável pelo Sou Chocolate e Não Desisto, estarei na cerimônia de entrega do Prêmio TopBlog 2011, acompanhado da amiga e jornalista Buba Lima – colaboradora do blog.
Acompanhe aqui, ao vivo a cerimônia de entrega do Prêmio TopBlog 2011 que acontece hoje (sábado, 17), a partir das 19 horas no auditório da Universidade UNIP, Rua Vergueiro, 1211, Paraíso, São Paulo-SP. 
Bookmark and Share

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

É TUDO OU NADA!

A sessão de amanhã (8), a partir das 9 horas na Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado Federal promete ser uma das mais quentes do ano, será votado o projeto de lei que criminaliza a homofobia, o PLC 122/2006. É tudo ou nada!

O embate será acalorado entre a ala que defende o PLC 122 e a que quer ver sepultado – leia-se as bancadas evangélica e católica. Na linha de frente dos que defendem a aprovação está a senadora Marta Suplicy (PT-SP) responsável pelo desarquivamento do projeto.

Da bancada evangélica, dois senadores se destacam pela ferrenha posição contrária à aprovação do projeto: os senadores Magno Malta (PR-ES), ex-pagodeiro e Marcelo Crivela (PRB-RJ), o sobrinho prodigo de Edir Macedo.

A ala católica conta com meia dúzia de senadores que são contra esse projeto que criminaliza a homofobia no país e se juntará com os evangélicos para sepultar o PLC 122/2006. Veja como se posiciona o senador que você elegeu.

Bookmark and Share

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

SEM SANGUE

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT) pediu demissão do cargo no fim da tarde deste domingo (4), após série de denúncia de corrupção revelada pela imprensa e que teve início com uma reportagem da revista Veja. Lupi é o sexto ministro a cair envolvido em escândalos no governo Dilma Rousseff.

O então ministro do Trabalho tentou manter-se no cargo, se agarrando de todas as formas com bravatas do tipo “ sou osso duro de roer”, “só saio abatido à bala” e finalizou com uma declaração de amor à presidente : “Dilma, eu te amo!” – as bravatas deixaram a presidente Dilma mais irritada.

A declaração de amor de Lupi para a presidente Dilma não serviu de escudo para mantê-lo no comando da pasta. Também se provou que ele não é osso duro coisa alguma. A saída de Lupi foi limpa, tanto para o governo como para ele; não foi derramada uma gota de sangue. Não foi preciso abatê-lo à bala para desocupar o ministério.

Bookmark and Share

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

SOU CHOCOLATE E NÃO DESISTO É TOP3

Caros leitores, amigos e parceiros do blog SOU CHOCOLATE E NÃO DESISTO, hoje recebi uma das melhores notícias do ano, este Blog é um dos finalistas no importantíssimo Prêmio TopBlog 2011 – espécie de Oscar da blogosfera brasileira.

Eleito pelo Júri Acadêmico na categoria blog política/pessoal, o SOU CHOCOLATE E NÃO DESISTO está entre os três blogs mais bem avaliados do Brasil pelo Júri Acadêmico, é Top3.

Nesta edição foram inscritos 150 mil blogs. Apenas os 100 blogs mais votados de cada categoria passaram para o 2º turno.

No dia 17 de dezembro, o blog SOU CHOCOLATE E NÃO DESISTO transmitirá a partir das 19 horas a entrega do Prêmio TopBlog edição 2011, direto do auditório da Universidade UNIP, em São Paulo.

Obrigado a todos pela força.

Bookmark and Share

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

FUTURO DO PRETÉRITO

Por Dora Kramer, colunista do O Estado de S. Paulo

Fala-se em reforma ministerial mais ou menos como se falou da dita faxina ética: sem confrontar as condições objetivas do cenário real com a expectativa de um quadro ideal.

Como se redução de pastas, extinção de igrejinhas partidárias, substituição de ministros e toda gama de boas intenções que começam a ser proclamadas pelo Palácio do Planalto não tivessem implicações profundas.

Há, para início de conversa, uma contradição básica com a qual Dilma Rousseff deverá se confrontar se o que pretende é realmente reformular o modo de operação de governo, a partir da constatação feita na semana passada pelo empresário Jorge Gerdau, presidente da Câmara de Gestão criada pela presidente.

Caso ela concorde com Gerdau que "é impossível administrar com 40 ministérios" e resolva enxugar a máquina, estará se contrapondo à lógica do governo Luiz Inácio da Silva com a qual compartilhou como principal gestora.

Uma ruptura com o passado, cuja execução equivaleria a dizer que o conceito de Lula estava errado, vai muito além da questão do estilo.

Bate de frente com o conteúdo, pois Dilma estaria renegando uma concepção da qual não foi mera herdeira, mas parceira. Por concordar com o modo lulista de governar é que se elegeu presidente sob o estandarte da continuidade absoluta.

Ou o que se disse na campanha eleitoral não era a expressão da verdade? Numa sociedade menos disposta a aceitar pratos feitos, a presidente seria convidada a explicar essa incongruência e explicitar em detalhes as razões da mudança do rumo.

Mas isso só se a ideia for mesmo promover alterações na estrutura da montagem de governo, e não uma conjectura feita com o objetivo de expor um bom propósito que depois será incorporado ao ativo gerador de bons índices nas pesquisas de opinião.

Depois, como ocorreu com a dita faxina, sempre se pode jogar a culpa na resistência dos partidos.

Pois, então, digamos que o plano seja apenas trocar partidos de pastas e titulares de cadeiras.

Qual será a justificativa, visto que a presidente já substituiu seis ministros sem mudar os termos do contrato?

Para trocá-los de novo em tão pouco tempo faltará um bom argumento. O da simples necessidade de um "rodízio", francamente, não confere nobreza à ação. Confirma que o importante não são as políticas para cada setor, mas a acomodação de aliados aqui e ali, pouco importando quem faça o quê.

Restaria a hipótese de a presidente fazer mudanças localizadas a fim de trocar alguns ministros que lhe desagradam, sem dizer que o faz por pressão de denúncias.

Se for assim, dessa montanha terá nascido um mirrado rato.

Preliminar. Tomando como exemplo a cidade de São Paulo, o tucano José Serra considera que para o PSDB a questão do discurso é muito mais importante do que propriamente se há ou não candidatos com chance de vitória.

"Candidatura se constrói", diz ele, apontando para o campo adversário para demonstrar: se o PSDB não conta com um nome competitivo na largada, o PT também não.

Em termos de pesquisas, o ministro Fernando Haddad parte de patamar igual ou pior que postulantes dos outros partidos. Luiza Erundina, praticamente uma desconhecida quando se elegeu, é mais um entre outros exemplos.

O pré-requisito, na visão de Serra, é a definição do campo da disputa - de onde decorrem as alianças -, que será entre os defensores e os detratores da administração Gilberto Kassab.

"O PSDB vai precisar decidir de que lado estará, sob pena de não ter um discurso que seja entendido pela população", diz.

Falando sozinho. Não é necessário repetir a última torpeza de Jair Bolsonaro, desta vez em referência à presidente da República.

Diante da impossibilidade de se punir parlamentar por palavra ou voto, talvez o melhor seja presentear o deputado com um passaporte para o ostracismo, a fim de que o debate sobre suas costumeiras abjeções não lhe dê mais projeção.

Bookmark and Share

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

PARABÉNS, ZÉ RICARDO !


Hoje tem bolo de chocolate, é aniversário do sobralense, ex-deputado estadual (CE), José Ricardo Prado.
O primogênito político da família Prado desenvolveu um excelente trabalho na Assembleia Legislativa – 1991 / 1994 – recebendo respaldo dos cearenses da zona norte do Ceará, principalmente de Sobral, sua terra natal.
Parabéns, Zé Ricardo! Muita saúde, paz, felicidade e sucesso. 
Bookmark and Share

domingo, 20 de novembro de 2011

VIVA A BENEDITA DA SILVA !

No Dia da Consciência Negra, o blog Sou Chocolate e Não Desisto faz uma homenagem a Benedita da Silva, sinônimo de superação, caráter e persistência.

Ela é guerreira e sempre combateu a desigualdade racial, social, a violência – na adolescência foi vítima de estupro – e qualquer forma de preconceito neste país.

Benedita é protagonista de uma saga de dar inveja a roteirista de cinema. Filha de lavadeira, sua família de quinze irmãos, dos quais conheceu oito. Benedita trabalhou como engraxate, camelô, doméstica e vendedora de pastel.

Viúva duas vezes, teve quatro filhos, dois morreram, um deles foi enterrado como indigente. Apesar de hoje ser o principal nome do PT no Rio de Janeiro, sabe que seu maior feito foi ter sobrevivido a um destino que tinha sinais de fracasso. Ela é casada com o ator Antônio Pitanga.

Fadada ao destino reservado a muitas mulheres negras e faveladas deste país, Benedita da Silva enfrentou as adversidades da vida e contornou todas como fazem as águas de um rio diante de obstáculos.

A menina da favela, negra e pobre jamais tinha chegado perto do poder, o lugar mais próximo tinha sido a porta dos fundos do apartamento de Juscelino Kubitschek, onde entregava as roupas da família do ex-presidente, lavadas pela mãe.

Em 1982, Benedita da Silva é eleita vereadora no Rio de Janeiro e começa a trajetória singular na história da política brasileira. De lá para cá, Benedita subiu mais patamares na carreira politica.

Foi senadora, vice-governadora, governadora, ministra da Promoção e Ação Social no governo Lula, secretária de Ação Social e Direitos Humanos do Estado do Rio de Janeiro no governo Sérgio Cabral e em 2010, foi eleita deputada federal.

Viva o Dia da Consciência Negra! Viva Benedita da Silva!

Bookmark and Share

sábado, 19 de novembro de 2011

LEMBRANDO ZÉ PRADO...

Hoje recebi em um dos meus perfis no Orkut, esta raridade. O ano era 1989 e, em 23 de setembro, o distrito de Olho D´água passa a ser Rafael Arruda. Para celebrar a data tão importante para a população daquele distrito, o então prefeito de Sobral (CE), José Parente Prado inaugura a primeira biblioteca. A biblioteca não existe mais.
Bookmark and Share

DIA DA BANDEIRA

A Bandeira do Brasil foi instituída a 19 de novembro de 1889, ou seja, 4 dias depois da Proclamação da República. É o resultado de uma adaptação na tradicional Bandeira do Império Brasileiro.

A atual Bandeira nacional é a segunda republicana e o terceiro estandarte oficial do Brasil desde sua independência.

A versão atual da Bandeira Nacional Brasileira com 27 estrelas entrou em vigor em 11 de maio de 1992, com a inclusão de mais quatro estrelas, representando os novos estados da Federação: Amapá, Tocantins, Roraima e Rondônia.

Bookmark and Share

terça-feira, 15 de novembro de 2011

BRASIL, 122 ANOS DE REPÚBLICA

História - A Proclamação da República Brasileira foi um episódio da história, ocorrido em 15 de novembro de 1889, que instaurou o regime republicano no Brasil, derrubando a monarquia do Império do Brasil, pondo fim à soberania do Imperador Dom Pedro II.

A Proclamação da República ocorreu no Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil, na Praça da Aclamação, hoje Praça da República, quando um grupo de militares do exército brasileiro, liderados pelo marechal Deodoro da Fonseca, deu um golpe de estado, sem o uso de violência, depondo o Imperador do Brasil, D. Pedro II, e o presidente do Conselho de Ministros do Império, o visconde de Ouro Preto.

Foi instituído, naquele mesmo dia 15, um "Governo Provisório" republicano. Faziam parte deste "Governo Provisório", organizado na noite de 15 de novembro, o marechal Deodoro da Fonseca como presidente da República e chefe do Governo Provisório, marechal Floriano Peixoto como vice-presidente.

Como ministros, esse governo contava com Benjamin Constant, Quintino Bocaiuva, Rui Barbosa, Campos Sales, Aristides Lobo, Demétrio Ribeiro e o almirante Eduardo Wandenkolk.

Saiba mais na galeria de fotos no site do Palácio do Planalto. Clique aqui.

Imagem: fotomontagem Valério Sobral.
Bookmark and Share

sábado, 12 de novembro de 2011

PÃO E CIRCO

A cidade de Sobral (CE), está agitadíssima nestes dias 11, 12, e 13 de novembro, começou o Carnabral, o pão e circo do governo municipal, principal patrocinador.

O pão e circo do governo sobralense vêm em dose para todas as idades: em outubro, foi desembolsado mais de R$ 87 mil para um show dos palhaços Patati & Patatá.Nessa brincadeira que custou cara, quem fez o papel de palhaço foi o contribuinte.

Recentemente a administração perdulária pagou – o valor não foi divulgado – mais um show, o do cantor maranhense Zeca Baleiro que se apresentou após uma enxurrada de vaias recebida pelo prefeito de Sobral, Veveu Arruda (PT) e o governador, Cid Gomes (PSB).

Bookmark and Share

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

O SÉTIMO SELO

Por Dora Kramer colunista do O Estado de S. Paulo

O Palácio do Planalto não quer ver, amanhã ou depois, as manchetes relatando a queda do "sétimo ministro em menos de um ano de governo", compreende-se.

De fato não deve ser agradável assistir "à imprensa derrubando ministros de 15 em 15 dias", como disse o secretário-geral da Presidência que, aos primeiros acordes do último (no sentido de ser o mais recente) escândalo da Esplanada, declarou-se "cansado" de tanto administrar crises na equipe.

Admirável a franqueza de Gilberto Carvalho: admite que os ministros só perderam os respectivos lugares porque foram expostos ao público e reconhece que tudo tem um limite. Até a intolerância com o "malfeito".

Na verdade isso já estava mais ou menos claro devido ao desconforto governista diante do entusiasmo geral com a dita "faxina". Apenas ninguém "de dentro", tão próximo ao cotidiano da presidente, havia transferido de papel passado a autoridade dela para a imprensa.

Uma visão equivocada, pois os meios de comunicação só acabaram assumindo o lugar de protagonista porque o governo preferiu ficar de coadjuvante na história, olhando a banda passar enquanto esse problema de convênios fraudulentos seja com ONGs, prefeituras ou sindicatos só se acumulava ao longo dos últimos anos.

Agora vem um decreto tratando como excepcionalidade o que deveria ser a mais básica das regras. Aliás, resumida com muita propriedade dias atrás pela presidente da organização Parceiros Voluntários, Maria Elena Pereira Johannpeter: "Quem dá o dinheiro deve fiscalizar e controlar sua aplicação, com padrões técnicos".

Bookmark and Share

terça-feira, 8 de novembro de 2011

CIRO, CEARÁ E O ENEM

Por Theófilo Silva é articulista colaborador de Rádio do Moreno

Embora a fraude no Enem tenha envergonhado os cearenses, outro fato encheu-os de orgulho: sua Faculdade de Direito (UFC) foi a segunda colocada no quinto exame nacional unificado da OAB, 2011, deixando para trás as prestigiosas USP e UNB.

Foi também na educação – uma greve de professores que durou mais de dois meses – que se revelou a desgraça que hoje flagela o Ceará muito mais do que as “Secas” e a fraude do Enem: a família Ferreira Gomes, ou, apenas, Ciro Ferreira Gomes.

Com cinquenta e quatro anos de idade, Ciro já foi deputado, prefeito, governador, ministro da fazenda. Candidato a Presidência da República, foi derrotado duas vezes, entre outras coisas por conta de sua língua solta, e do machismo, que envergonhou o Ceará. Humilhado, Ciro reconheceu sua insignificância nacional, e recolheu-se ao Ceará onde instituiu uma monarquia, a famosa dinastia Ferreira Gomes.

Vaidosos, arrogantes e incompetentes, os irmãos Gomes capricham no destempero, em que desancam a tudo e a todos. Vejamos algumas pérolas: “médico é igual sal: branco, barato e você acha em qualquer lugar”, “Fortaleza é um puteiro a céu aberto”, “o professor que não estiver satisfeito com o salário (R$ 1.200,00) peça pra sair”, “O sujeito se vicia em exame de próstata, e...”. Durante a greve dos professores, a deputada Patrícia Gomes, ex-mulher de Ciro, foi filmada dando língua para os manifestantes.

Formado em Direito pela UFC, Ciro não trabalha, nunca trabalhou, sempre foi político – troca de partido como quem troca de roupa – embora tenha se declarado porta-voz do Beach Park e assessor do PSB? Muito embora só ande de jatinho.

Sua família tomou conta do Ceará: um irmão é o governador do estado; outro, deputado; um secretário de estado; outro prefeito; a mãe de seus filhos é deputada e ex-senadora; a filha prepara-se ser deputada, e por aí vai. Ciro age como as velhas oligarquias nordestinas: perpetua a pobreza e aumenta do poder da família.

O Ceará foi governado durante a ditadura militar por três coronéis do exército, que se revezavam no governo. Esses coronéis tornaram o Ceará símbolo nacional do atraso. Bons tempos aqueles, onde, hoje, sabe-se que um deles, Virgílio Távora, foi um dos maiores governadores que o Ceará já teve. Pelo menos naquela época havia alternância de governo. Hoje tudo no estado se subordina ao desejo de Ciro, o grande. Os outros poderes não dizem não aos seus desejos nem contrariam suas ordens.

No interior do Ceará impera – Fortaleza não vota nos Gomes – pobreza, miséria, analfabetismo, o mesmo que na periferia de Fortaleza, embora turistas pensem que o Estado é uma enorme Avenida Beira Mar. Ciro não diminuiu os índices de atraso que atormentam o estado, nem repetiu os êxitos dos governos de seu padrinho político e amigo, agora desafeto, Tasso Jereissati.

É triste ver que Ciro foi uma grande promessa na política cearense, alguém que, quando jovem, parecia trazer algo de novo. Não trouxe nada, sua fome de poder é a única coisa que o move hoje em dia. Vive do simples prazer de ser um coronel, administrando sua vasta propriedade, cujo feudo mais amado é sua cidade natal, Sobral – folclórica pelo orgulho de seus habitantes –, onde é tratado como um deus.

Dos famosos três coronéis, apenas um ainda vive, o multimilionário Adauto Bezerra, cujo governo foi o mais corrupto da história do Ceará. Infelizmente, Ciro está se aproximando daquele que, no passado, ele chamava de forças do atraso. Ciro é vítima do poder absoluto, daquilo que fulano chamava: “todo poder corrompe e o poder político corompe absolutamente”.

Só lembrando: os exames da OAB e do Enem não têm nada a ver com ações do governo dos Ferreira Gomes.

O blog SOU CHOCOLATE E NÃO DESISTO reitera o artigo de Theófilo Silva. Apenas algumas observações: Ciro, Cid - governador do Ceará, ex-prefeito de Sobral - e Ivo Gomes, eleito deputado estadual, mas ignorou os mais de 100 mil votos e, pela segunda vez aceitou a mamata de ser secretário, é Chefe de Gabinete no governo de seu irmão.

Bookmark and Share

sábado, 5 de novembro de 2011

RUMO À DEGOLA

Na lista de escândalos envolvendo ministros do governo Dilma, mais um nome pode ir à degola, Carlos Lupi (PDT), ministro do Trabalho. Segundo reportagem desta semana da revista Veja, funcionários de confiança do ministro e pessoas ligadas ao PDT são acusados de desviarem recursos da pasta. Segundo a revista, assessores de Lupi cobravam propina de ONGs para liberar verbas.

Bookmark and Share

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

LULA, O CÂNCER, O SUS E O SÍRIO

Por Élio Gaspari, do O Globo - via blog do Noblat

As pessoas que estão reclamando porque Lula não foi tratar seu câncer no SUS dividem-se em dois grupos: um foi atrás da piada fácil, e ruim; o outro, movido a ódio, quer que ele se ferre.

Na rede pública de saúde, em 1971, Lula perdeu a primeira mulher e um filho. Em 1998, o metalúrgico tornou-se candidato à Presidência da República e pegou pesado: “Eu não sei se o Fernando Henrique ou algum governador confiaria na saúde pública para se tratar.”.

Nessa época acusava o governo de desossar o SUS, estimulando a migração para os planos privados. Quando Lula chegou ao Planalto, havia 31,2 milhões de brasileiros no mercado de planos particulares. Ao deixá-lo, essa clientela era de 45,6 milhões, e ele não tocava mais no assunto.

Em 2010, Lula inaugurou uma Unidade de Pronto Atendimento do SUS no Recife dizendo que “ela está tão bem localizada, tão bem estruturada, que dá até vontade de ficar doente para ser atendido”. Horas depois, teve uma crise de hipertensão e internou-se num hospital privado.

Lula percorreu todo o arco da malversação do debate da saúde pública. Foi de vítima a denunciante, passou da denúncia à marquetagem oficialista e acabou aninhado no Sírio-Libanês, um dos melhores e mais caros hospitais do país. Melhor para ele.

(No andar do SUS, uma pessoa que teve dor de ouvido e sentiu algo esquisito na garganta leva uns trinta dias para ser examinada corretamente, outros 76, na média, para começar um tratamento quimioterápico, 113 dias se precisar de radioterapia. No andar de Lula, é possível chegar-se ao diagnóstico numa sexta-feira e à químio na segunda. A conta fica em algo como R$ 50 mil.)

Lula, Dilma Rousseff e José Alencar trataram seus tumores no Sírio. Lá, Dilma recebeu uma droga que não era oferecida à patuleia do SUS. Deve-se a ela a inclusão do rituximab na lista de medicamentos da saúde pública.

Os companheiros descobriram as virtudes da medicina privada, mas, em nove anos de poder, pouco fizeram pelos pacientes da rede pública. Melhoraram o acesso aos diagnósticos, mas os tratamentos continuam arruinados. Fora isso, alteraram o nome do Instituto Nacional do Câncer, acrescentando-lhe uma homenagem a José Alencar, que lá nunca pôs os pés.

Depois de oito anos: um em cada cinco pacientes de câncer dos planos de saúde era mandado para a rede pública. Já o tucanato, tendo criado em São Paulo um centro de excelência, o Instituto do Câncer Octavio Frias de Oliveira, por pouco não entregou 25% dos seus leitos à privataria. (A iniciativa, do governador Geraldo Alckmin, foi derrubada pelo Judiciário paulista.)

A luta de José Alencar contra “o insidioso mal” serviu para retirar o estigma da doença. Se o câncer de Lula servir para responsabilizar burocratas que compram mamógrafos e não os desencaixotam (as comissões vêm por fora) e médicos que não comparecem ao local de trabalho, as filas do SUS poderão diminuir.

Poderá servir também para acabar com a política de duplas portas, pelas quais os clientes de planos privados têm atendimento expedito nos hospitais públicos.

Lula soube cuidar de si. Delirou ao tratar da saúde dos outros quando, em 2006, disse que “o Brasil não está longe de atingir a perfeição no tratamento de saúde”. Está precisamente a 33 quilômetros, a distância entre seu apartamento de São Bernardo e o Sírio.

Bookmark and Share

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

DEU A LÓGICA COMUNISTA!

O deputado e ex-ministro das Relações Institucionais, Aldo Rebelo (PCdoB-SP) é o novo ministro do Esporte. Aldo assume após as denúncias de irregularidades na pasta que levou à lona Orlando Silva (PCdoB-RJ) – aquele que pagou com cartão corporativo uma tapioca no valor de R$ 8,40 – o sexto ministro do governo Dilma a cair.

Como ministro das Relações Institucionais no governo Lula, Aldo Rebelo foi um zero à esquerda. Como parlamentar, apresentou projetos de lei que virou motivo de chacota; por exemplo: protocolou na Câmara projeto para a criação do Dia do Saci Pererê.

Outro projeto do comunista que saiu pela culatra foi tornar obrigatória a adição de 10% de raspa de mandioca na farinha de trigo destinada à fabricação do pão francês. As divagações de Aldo como parlamentar não param por aí! É de sua autoria projeto que proíbe o uso de expressões estrangeiras em eventos públicos, meios de comunicação, produtos e estabelecimentos nacionais.

Com esse vasto curriculo como parlamentar, o novo ministro do Esporte talvez faça adaptações em sua pasta. A proibição do estrangeirismo no nome dos jogadores, como por exemplo: Washington, Maicon, Kelson. Usar o Dia do Saci Pererê nos estádios como forma de protesto contra os jogadores pernas-de-pau.

Bookmark and Share

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

BOLA FORA

O ministro do Esporte, Orlando Silva (PCdoB) pediu demissão do cargo nesta quarta-feira (26). Após denúncias de corrupção revelada pela revista Veja, o policial militar e ex-militante do PCdo B, João Dias acusa Orlando Silva de ser o mentor de um esquema de desvio de verbas do Programa Segundo Tempo para ONGs e que teria recebido dinheiro na garagem do Ministério.

A cada dia, mais denúncias envolvendo o nome do ministro apareciam na imprensa. Diante da enxurrada de acusações – mesmo que tenha sido desclassificadas por ele – a permanência na pasta era insustentável. Em reunião com a presidente Dilma, a opção de Orlando Silva foi a mesma dos outros colegas que deixaram o governo, a demissão.

Em menos de onze meses de governo Dilma, Orlando Silva é o sexto ministro que cai. É o quinto que deixa a pasta por denúncia de corrupção – Nelson Jobim da Defesa Civil também pediu demissão, mas não teve seu nome envolvido em escândalo de corrupção, sua saída aconteceu por vários motivos, mas o estopim foi os comentários sobre as colegas de ministério.

Esse transtorno poderia ter sido evitado, se Dilma não tivesse dado ouvido aos partidos que compõem sua base aliada e os pedidos do ex-presidente Lula. Já há apostas para saber quem será o próximo ministro a cair até o fim de ano.

Bookmark and Share

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

O DIA QUE SOBRAL PAROU PRA VAIAR CID GOMES

Domingo, 23 de outubro foi um dia histórico para a cidade de Sobral (CE), o dia que a terra – de Cid Gomes – parou e acordou do sono que vivia há anos. Pela primeira vez um Ferreira Gomes é vaiado em sua terra natal e reduto eleitoral, o governador Cid Gomes (PSB). Só faltava Sobral despertar; cidades como Quixadá e Fortaleza já acordaram para a realidade.

Há algum tempo jamais se pensava em algo semelhante, afinal, Cid era um semideus para a maioria dos sobralenses, mas o episódio ocorrido ontem demonstra que o tempo é outro e aponta para o fim de uma Era que tem a marca da arrogância, truculência e prepotência.

Cid falta com a verdade quando diz que sempre procurou tratar com muito respeito os profissionais da educação, talvez ele pense que a amnésia predomina a classe educacional. Para refrescar a memória, o governador foi o único do nordeste a entrar com uma ação no STF contra o piso salarial dos professores. Isso é só a ponta do iceberg de um governo que nutre desprezo pela educação, saúde, segurança...

A medida encheu e derramou e as vaias que Cid Gomes recebeu é o resultado de sua péssima administração no governo do Ceará. Com gastos altíssimos em propaganda, tenta ludibriar (como fez em Sobral) a população, mas o que vemos no vídeo acima mostra que a opinião pública está despertando desse maléfico sono.

Bookmark and Share

PODER ROSA

Cristina Kirchner foi reeleita ontem (23) com uma vitória arrasadora para permanecer no posto de presidente da Argentina até 2015, dias antes do primeiro aniversário da morte de seu marido Néstor Kirchner (2003-2007), segundo pesquisas de boca de urna que dão a ela 55% dos votos.

Advogada peronista de 58 anos, Kirchner obteve a maior vantagem do primeiro para o segundo colocado em uma eleição presidencial desde a restauração da democracia em 1983.

Eufóricos, militantes governistas saíram às ruas minutos depois do anúncio da reeleição da mandatária pela TV e começaram a agitar bandeiras e a bater bumbos na Praça de Maio, diante da Casa Rosada, sede do governo.

Bookmark and Share

domingo, 23 de outubro de 2011

PRÊMIO TOPBLOG 2011

Caros amigos, leitores e blogueiros parceiros, o blog Sou Chocolate e Não Desisto está na final do Prêmio TopBlog 2011, importante prêmio na blogosfera criado em 2008 pela Mix Mídia com objetivo de incentivar e premiar os blogs mais populares do Brasil por meio de votação popular e acadêmica. São 25 categorias.

São dois turnos: no primeiro, centenas de blogs são inscritos. Para o segundo turno passa apenas os 100 blogs mais votados de cada categoria. Já somos TOP100. Gostaríamos de estar entre os dez primeiros colocados, por isso pedimos o seu apoio.

Na categoria política, o Sou Chocolate e Não Desiste está nesta disputa entre os grandes blogs de política da blogosfera brasileira.

Para votar é muito simples e rápido: digite seu nome e endereço de email, depois confira na sua caixa de email ou no lixo eletrônico se chegou uma mensagem do TOPBLOG e clique no link desta mensagem para validar seu voto. Clique aqui e vote.

Obrigado a todos os blogs parceiros, leitores e amigos.

Bookmark and Share

sábado, 22 de outubro de 2011

BICADAS


O PSDB do Ceará levou ao ar ontem (sexta-feira), na propaganda partidária na tv, um filmete que tem como tema principal, os últimos acontecimentos com os professores da rede pública estadual e deixa bem claro, que veio para se firmar como oposição ao governo de Cid Gomes.
A propaganda bate forte no governo e dá pra se ter uma ideia do rompimento dos tucanos com a família Ferreira Gomes. A afeição que o ex-senador Tasso Jereissati, o chefe mor do tucanato cearense mantinha com Ciro Gomes – do partido da pomba - foi apartada com a eleição do ano passado.
Uma aliança branca, como a que ocorreu em 2006 entre Tasso e os Ferreira Gomes não vingou na eleição de 2010, os Gomes (PSB), pressionados pelo presidente Lula – que queria ver Tasso longe do Senado e conseguiu – romperam com Tasso.
Lula deu as cartas do jogo: ou apoiavam Dilma ou as portas do Planalto iriam ficar estreitas para clã Ferreira Gomes. Os irmãos Gomes sempre estiveram apoiando quem está no poder, e claro que não pestanejaram duas vezes.
Cid apoiou os dois candidatos do presidente Lula ao Senado: José Pimentel (PT) e Eunício Oliveira (PMDB). Agora, o PSDB quer marcar como partido de oposição. Talvez não consiga porque, para o eleitorado cearense, esse elo fraternal entre Tasso e os Ferreira Gomes parece não ter sido rompido.
Bookmark and Share

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

REALITY SHOW

Foto-montagem do site Kibe Loco e texto do portal UOL

A presidente da República, Dilma Rousseff, está tão preocupada com a crise do Ministério do Esporte que convocou uma reunião de emergência logo que chegou de Angola.

Segundo o Estado de S. Paulo, ela já está certa de que o desgaste político de Orlando Silva é irreversível, e decidiu tirá-lo do comando da pasta. Mas a tendência é que o PC do B mantenha o controle do ministério.

De acordo com a matéria do Estadão, Dilma ouviu os relatos do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, sobre o andamento das investigações contra Orlando no Ministério Público e na Polícia Federal.

A pedido de Orlando, a Advocacia Geral da União entrou com uma queixa –crime contra o policial militar João Dias Ferreira e o motorista Célio Soares Pereira, que o acusam de desvio de recursos no programa Segundo Tempo.
Bookmark and Share

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

USINAS DE DENÚNCIAS

Por Dora Kramer colunista do O Estado de S. Paulo

Entre o escândalo que derrubou Antônio Palocci da Casa Civil e as acusações que enfrenta agora o ministro Orlando Silva, do Esporte, muita coisa mudou no gestual do governo no tocante à reação a denúncias feitas contra seus integrantes, não obstante a semelhança dos roteiros.

Palocci foi defendido durante boa parte dos 23 dias que levou para cair. Nesse meio tempo o Palácio do Planalto montou operação de blindagem que incluiu tentativa de responsabilizar a oposição e mobilização dos aliados para impedir que o então ministro fosse convidado a falar no Congresso.

Palocci saiu da Casa Civil no dia 7 de junho, mas duas semanas antes o governo falava em "campanha de difamação" e recomendava à sua base parlamentar que tivesse "sangue frio e nervos de aço" para reagir às acusações.

O presidente do PT, Rui Falcão, asseverava que o governo estava tranquilo e convicto de que Palocci estava "acima de qualquer suspeita".

A ofensiva, no entanto, não resistiu à força dos fatos. A partir de então, a metodologia foi sendo alterada e as quedas abreviadas. Falemos apenas dos episódios referentes a desvio de dinheiro, que não foi o caso de Nelson Jobim.

Alfredo Nascimento, dos Transportes, contou algum tempo com manifestações de "confiança" por parte da presidente e chegou a ser nomeado chefe das investigações. Mas ali já se viu que o melhor era que fosse ao Congresso logo.

O mesmo ocorreu com Wagner Rossi, da Agricultura, que teve ato de desagravo organizado pelo vice-presidente da República em pessoa, mas sua trajetória descendente ficou clara nas avaliações negativas feitas por integrantes do governo.

Pedro Novais, do Turismo, foi desde o início deixado ao sol e à chuva pelo próprio partido, o PMDB. Dilma não se envolveu, apesar de estar envolvida desde o dia em que aceitou nomeá-lo a despeito de evidências de que fazia uso ilegal de verba do Congresso.

Orlando Silva tampouco conta com sustentação assertiva do governo, conforme atestam as avaliações de que se não cair agora cai na reforma de janeiro.

Além disso, a presidente avocou ao palácio a tarefa de conduzir os assuntos relativos à realização da Copa do Mundo.

O Palácio do Planalto mudou de Palocci em diante. Parece mais interessado em afastar de si o cálice das crises do que em defender ministros.

Seria um ponto positivo, não fosse o fato de que a presidente não demonstra o mesmo interesse em cuidar do principal: o ponto de união entre todos esses escândalos que é o desvio de verbas públicas nos ministérios.

Em todos houve um denunciante motivado por alguma contrariedade. Todos decorreram do mesmo tipo de acusação, a montagem de esquemas de arrecadação de dinheiro para favorecimentos pessoais ou partidários.

Em todos, funcionários ou mesmo figuras sem função oficial atuavam com acesso livre para transgredir.

A hipótese de conspirações para destruir reputações de ministros é fantasiosa. Real é a prática disseminada de apropriação do Estado funcionando a partir do loteamento da máquina.

São usinas de denúncias que seguirão inesgotáveis enquanto o governo mantiver intactos esses "esquemas".

Palavrório. Deputados e senadores da base governista infantilizam o debate sobre o escândalo em curso quando se limitam a adjetivar elogiosamente o ministro e, ao mesmo tempo, chovem no molhado do conhecido prontuário do acusador.

Não há sustentação de defesa que responda à questão essencial: há ou não há desvio de verbas públicas do ministério?

A própria insistência em ressaltar os crimes do denunciante, cometidos no âmbito da pasta do Esporte, é a admissão de que fala com conhecimento de causa.

O critério do prontuário, aliás, é desqualificado pelo próprio PT quando partido e sua área de influência celebram os réus do mensalão e os tratam como cidadãos acima de qualquer suspeita.

No Parlamento, o exemplo mais evidente é a presença de João Paulo Cunha na presidência de nada menos que a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

Bookmark and Share

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

8 ANOS SEM JERÔNIMO PRADO

Fotos: da esq. para à dir.O prefeito Jerônimo Prado ao lado da primeira-dama Dona Francisquinha Prado assina a Lei 214 que cria a Universidade Vale do Acaraú - UVA. O prefeito Jerônimo Prado, ao lado de seu filho, o secretário José Parente Prado inaugura a primeira praça do então distrito Forquilha. Sempre acompanhado de seu filho Zé Prado, Jerônimo Prado inaugura o primeiro colégio do distrito Olho d´Água – hoje Rafael Arruda.

Em 17 de outubro de 2003 morre em Sobral (CE) um dos maiores líderes políticos: Jerônimo Medeiros Prado. Nasceu em 15 de julho de 1909, no povoado de São Vicente, distrito de Jaibaras, que pertence a Sobral. Em 1932 Jerônimo Prado mudou para Sobral com a família e dar início a uma nova fase de sua vida, começa a ser comerciante.

Em 1940 Jerônimo Prado funda em Sobral a Brasil Oiticica, era a pioneira no comércio de oleaginosas da zona norte do Ceará. Com o sucesso da empresa, Jerônimo Prado mais uma vez se aventura e investe na cultura sobralense e cria o primeiro cinema da cidade, o Cine Alvorada, que se tornou referência cultural no Ceará.

Em 1966, Jerônimo Prado é eleito prefeito de Sobral, começa então a saga da família Prado na política sobralense como exemplo de boa gestora. De 1967 a 1971, Sobral foi administrada por Jerônimo Prado. Por meio da Lei Municipal número 214, de 23 de outubro de 1968 cria a Universidade Vale do Acaraú – UVA. A Universidade se torna referência no ensino superior e cultural em Sobral e na zona norte no estado do Ceará.

Bookmark and Share

domingo, 16 de outubro de 2011

NA GARAGEM

Mais um ministro do governo Dilma tem o nome envolvido em escândalos, o ministro do Esporte, Orlando Silva. Segundo reportagem de Rodrigo Rangel da revista Veja desta semana, o PC do B, partido do ministro teria usado ONGs amigas como fachada para desviar dinheiro do programa Segundo Tempo do Ministério do Esporte e teria como mentor e beneficiário, Orlando Silva. Um ex-militante do PC do B afirma que o ministro chegou a receber dinheiro dentro da garagem do Ministério do Esporte. Confira a íntegra da reportagem.

Ministro Tapioca. Orlando Silva é aquele ministro que pagou com cartão corporativo uma tapioca no valor de R$ 8.40.

Bookmark and Share

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

SÓ PODE SER PIADA...

O prefeito de Sobral (CE), Veveu Arruda (PT) que até dezembro do ano passado ocupava o cargo de vice-prefeito, mas morava em Fortaleza, onde despachava como presidente do IPHAN, recentemente recebeu o título de Melhor Prefeito do Ceará de 2011. Dos 39 votos, ele recebeu 27.
A premiação está na 24ª e a votação é feita por um colegiado de formadores de opinião, dirigentes de entidades e municipalistas. Incentivar os prefeitos que estão trabalhando corretamente e colaborando para o maior desenvolvimento é o objetivo do prêmio. Mas Veveu Arruda está no cargo há pouco menos de dez meses.
O prêmio é para os gestores que se destacaram em: saúde, educação, IDH e qualidade do Meio Ambiente fornecidos por entidades do governo. Isso não condiz com a realidade da cidade, a população reclama do descaso da administração.
Para se ter noção da gravidade, o governo abriu pregão para a contratação de carroças para a coleta de lixo em alguns bairros e distritos. Na contramão, o prefeito recebe o diploma de melhor prefeito do Ceará de 2011. Só pode ser piada!
Bookmark and Share

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

FIM DA AUSÊNCIA...

Maos-digitando-em-teclado-preto-e-branco

Caros leitores, amigos e parceiros do blog Sou Chocolate e Não Desisto, ausente por alguns dias, estou de volta. Obrigado a todos pelas visitas durante esse período que estive ausente.

Atenciosamente,

Valério Sobral.

Bookmark and Share

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

O 5º MINISTRO A CAIR

O ministro do Turismo, Pedro Novais (PMDB), pediu demissão nesta quarta-feira (14) após a divulgação de mais uma irregularidade envolvendo seu nome. A informação foi confirmada pela Presidência da República por volta das 18h35, no Palácio do Planalto. Novais esteve em reunião com a presidente Dilma Rousseff, ao lado do vice-presidente, Michel Temer, no começo da noite de hoje, mas já deixou o Planalto.
O governo afirmou que o sucessor da pasta ainda não foi escolhido. Segundo a ministra da Secretaria de Comunicação, Helena Chagas, a carta de demissão foi um documento formal e sucinto. Nela, ele não cita as irregularidades e agradece a oportunidade por participar do governo Dilma.
De acordo com o líder do PMDB na Câmara, Henrique Alves, a decisão foi tomada pelo próprio ministro, que alegou ao partido “precisar de tempo para se defender”. Novais teria dito ainda que não quer paralisar o ministério. "Apoio do partido ele teve sempre. Eu fui hoje de manhã encontrar com o Pedro Novais para hipotecar, em nome do partido, absoluta confiança nele", disse.
A pasta deve continuar com o PMDB. De acordo com Alves, a bancada decidiu que a presidente Dilma escolherá o novo ministro entre os 79 deputados que integram a legenda na Câmara.
A permanência do ministro foi tema de uma reunião no gabinete de Temer nesta tarde. Ao chegar para a reunião, Novais disse que não sabia qual era o motivo da convocação. "Não sei que reunião é essa. Eu vim conversar com o meu amigo, o vice-presidente Michel Temer.” Participaram da reunião o próprio ministro, Alves e o vice-presidente.
Entenda
Segundo reportagem da "Folha de S.Paulo", publicada hoje, a mulher do ministro, Maria Helena de Melo, usa irregularmente um funcionário da Câmara como motorista particular.
Ontem, outra reportagem mostrou que Novais pagou sua governanta pessoal com salário da Câmara durante os sete anos em que foi deputado federal. A mulher, que trabalhava na casa do agora ex-ministro, recebia como secretária parlamentar, mas nunca deu expediente na Casa. Quando Novais virou ministro, ela deixou de ser governanta e foi contratada como recepcionista por uma empresa terceirizada do Ministério do Turismo.
Do UOL
Bookmark and Share

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

NADA MAIS QUE A VERDADE...

Uma das deputadas mais atuantes no Congresso Nacional, Luiza Erundina (PSB-SP) acompanha há mais de trinta anos a situação das famílias que buscam informações de parentes desaparecidos e mortos no regime militar. Recentemente criticou a pressa do governo federal para viabilizar a Comissão da Verdade e votar no Congresso.

Quando o assunto é direitos humanos, Erundina sempre esteve empenhada e no comando do governo municipal de São Paulo (1989/1993), foi criada uma comissão especial que investigou corpos enterrados em valas comuns nos cemitérios da cidade, que segundo as investigações, eram de opositores do regime. Leia mais.
Bookmark and Share

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

No dia 7 de setembro de 1822, numa viagem a São Paulo, Dom Pedro recebe as exigências das Cortes. Irritado, reage proclamando a Independência do Brasil. A separação política entre a colônia do Brasil e a metrópole portuguesa foi declarada oficialmente neste dia.

Ao voltar de Santos, parado às margens do riacho Ipiranga, D. Pedro recebeu uma carta com ordens de seu pai para que voltasse para Portugal, se submetendo ao rei e às Cortes. Vieram juntas outras duas cartas, uma de José Bonifácio, que aconselhava D. Pedro a romper com Portugal.

Impelido pelas circunstâncias, D. Pedro pronunciou a famosa frase "Independência ou Morte!", rompendo os laços de união política com Portugal.

Culminando o longo processo da emancipação, a 12 de outubro de 1822, o Príncipe foi aclamado Imperador com o título de D. Pedro I, sendo coroado em 1 de dezembro na Capital.

Leia mais sobre a Independência do Brasil.

Bookmark and Share

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

O Partido dos Trabalhadores (PT) realizou em Brasília, no último fim de semana, seu 4º Congresso - Um novo Brasil, uma nova política discutiu os novos rumos da política estatuária do partido.

O Congresso reuniu petistas de todas as alas, cada um defendendo um ideal para os novos passos do partido, mas o assunto que mais interessava para uma meia dúzia de petistas era o marco regulatório da imprensa.

Para os vermelhos que estavam contando com a aprovação dessa censura disfarçada de marco regulatório, deram com os burros n´água: a presidente Dilma disse não.

Bookmark and Share

MARTA LIDERA DISPUTA PELA PREFEITURA DE SP

Da Folha Online

Primeira pesquisa Datafolha para a eleição municipal de 2012 aponta que a senadora Marta Suplicy (PT) saiu na frente na disputa pela Prefeitura de São Paulo, informa reportagem de Bernardo Mello Franco, publicada na Folha de S. Paulo, desta segunda-feira (5).

Ela lidera a corrida em todos os cenários pesquisados (confira abaixo), com vantagem média de 14 pontos percentuais em relação aos adversários. Sem Marta no páreo, o ex-governador José Serra (PSDB) e o ex-deputado Celso Russomanno (PP) aparecem empatados na ponta.

Lançado pelo ex-presidente Lula, o ministro Fernando Haddad (Educação), que disputa com a senadora a indicação para concorrer pelo PT, oscila entre 1% e 2% das intenções de voto.

Marta obtém sua menor folga na simulação em que Serra é o candidato tucano. Ela chega a 29%, contra 18% do rival --uma vantagem de 11 pontos percentuais. Russomanno é o terceiro colocado, com 13%.

Bookmark and Share

domingo, 4 de setembro de 2011

PODEROSA

A presidente Dilma Rousseff é a terceira mulher mais poderosa do mundo, segundo ranking da revista Forbes divulgado na última quarta-feira (31). No topo da lista está a primeira-ministra alemã, Angela Merkel. Em segundo lugar ficou a secretária de Estado americano, Hillary Clinton. O rol da revista americana é dominado por políticas, empresárias e líderes dos setores de mídia e entretenimento.

“Nossa lista reflete os caminhos diversos e dinâmicos em direção ao poder para as mulheres hoje, seja liderando uma nação ou definindo a pauta de questões críticas da nossa época”, disse Moira Forbes, presidente e editora da ForbesWoman, em nota.

Oito chefes de Estado e 29 presidentes-executivas estão na lista das 100 mulheres mais poderosas do mundo. Elas têm em média 54 anos e controlam, juntas, US$ 30 trilhões. 22 delas são solteiras.

Dilma foi citada como a primeira mulher a liderar a maior potência econômica da América Latina, enquanto Merkel foi classificada como a única mulher chefe de uma economia global real da Europa. Hillary foi elogiada por ter lidado com as revoluções no Oriente Médio e revelações do WikiLeaks em seu segundo ano no cargo.
Bookmark and Share

sábado, 3 de setembro de 2011

PAULO MALUF, 80 ANOS

Paulo Maluf completa hoje 80 anos. Na vida pública desde 1969, Maluf é certamente uma das figuras políticas mais notórias, polêmicas e controvertidas.

Em sua biografia Ele, Maluf, trajetória da Audácia, lançada em 2008 o define com estilo voluntarioso e frequentemente arrogante. Se diz orgulhoso de tudo aquilo que realizou.

Amado por alguns e rejeitados por outros, ele angariou uma enorme antipatia nesses anos de politica. Acusações de malversação de recursos públicos lhe são feitas com frequência.

Com uma extensa carreira política, Maluf é colecionador de frases polêmicas, entre elas: “O que fazer com um camarada que estuprou uma moça e matou. Tá bom, está com vontade sexual, estupra, mas não mata”.

Clique aqui e escolha a frase mais polêmica dos 80 anos de Maluf. Leia mais sobre a trajetória de Paulo Maluf.

Bookmark and Share

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

MAIORIA INSIDIOSA

Por Dora Kramer colunista do O Estado de S. Paulo

O mesmo delito que serviu para derrubar um governador não foi suficiente para a Câmara cassar o mandato de uma deputada. Assim como José Roberto Arruda, Jaqueline Roriz foi filmada enquanto recebia dinheiro do dublê de operador e delator de um esquema de arrecadação e pagamento de propinas a agentes públicos no Distrito Federal.

Até a quantia era a mesma: R$ 50 mil.

O fato não veio ao caso. O importante na concepção de 347 deputados - 265 votantes, 20 abstencionistas e 62 faltosos - não é o convívio com quem prevarica, mas criar um salvo-conduto para a prevaricação geral.

E não se diga que o ato buscou preservar vidas pregressas, o que em si já seria grave. No julgamento de "La Roriz" estava em jogo o preceito do crime cometido anteriormente ao mandato em curso, mas desde 2006 a Câmara não pune ninguém mesmo por delitos ocorridos no exercício da delegação popular.

Desde o mensalão, quando foram cassados os deputados José Dirceu, Roberto Jefferson e Pedro Corrêa, parece ter havido um pacto de não agressão no Parlamento pelo qual tudo é perdoado em nome do corporativismo malfeitor.

Quanto mais transgressores são absolvidos, mais transgressora se torna a instituição, que na noite desta terça-feira chegou à perfeição ao patrocinar uma absolvição a despeito da prova filmada em vídeo.

Depois disso, não há mais como estabelecer o que seja ou não quebra de decoro parlamentar. Tudo se tornou permitido e ao mesmo tempo dominado pelo princípio de que o crime é sempre compensador se for devidamente protegido da cobrança da opinião pública.

Trabalho de uma maioria silenciosa, que naquela sessão de julgamento se calou durante o processo, não defendeu sua posição - portanto, confessadamente indefensável -, abrigando-se na ausência e no voto secreto. Uma anomalia cujo fim a Câmara chegou a aprovar em primeiro turno depois de várias absolvições de mensaleiros, mas que houve por bem enfiar na gaveta onde se arquivam muitos males, entre os quais a prerrogativa de não decidir.

Os dois maiores partidos de sustentação do governo, PT e PMDB não deram uma palavra para dizer o que achavam a respeito do que se passava ali. Aderiram ao silêncio cínico de aprovação à tese de que crime tem prazo de validade.

Os petistas, tão senhores de si quando se trata de ironizar a má fama dos pemedebistas companheiros de aliança, não têm mais argumentos para tripudiar: com tantos nos bancos dos réus só lhes resta se unirem no deboche ao País, na esperança de que a impunidade de hoje não só os favoreça amanhã, mas lhes sirva como defesa.

Em seguida à exorbitância da absolvição não obstante a prova, a Câmara arrematou: como se nada demais tivesse acontecido, sacudiu de leve a poeira e prosseguiu a sessão para o "cumprimento de um acordo" para votação de três destaques em medida provisória cujo prazo expira só daqui a 20 dias.

Uma legítima celebração do descaramento incorporado ao cotidiano como rotina.

Já foi diferente. Hildebrando Pascoal, o assassino da serra elétrica até hoje na cadeia, foi cassado há quase 12 anos por crimes cometidos anteriormente ao mandato de deputado que cumpria pelo Acre.

Mas aqueles ainda não eram tempos estranhos em que as piores baixezas são praticadas com ares de grandeza.

Autoria da obra. Depois da passagem de Lula pela Presidência, emprestando o prestígio do cargo à defesa de malfeitores e ao ataque aos que os criticam ou tentam lhes impor freios, o ambiente ficou muito mais permissivo na República.

Cenografia. Amanhã o PT realiza um congresso em Brasília. Das decisões, entre petistas a mais importante é a foto de Dilma com Lula para simbolizar a união fraterna.

Bookmark and Share

PRÁTICAS CRUÉIS

O deputado federal, Ricardo Trípoli (PSDB-SP), apresentou nesta semana Projeto de Lei 2086/2011 que proíbe as derrubadas de animais e perseguições seguidas de laçadas em rodeios, vaquejadas e eventos similares. Aos infratores, o projeto estabelece sanções que pode chegar a R$ 30 mil. Em caso de reincidência, o valor da multa será dobrado.

O parlamentar usou como justificativa um fato recente ocorrido na 56ª Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos (SP), onde um garrote teve de ser morto vítima de uma paralisia provocada pela queda na “bulldogging”, perseguição na arena seguida de derrubada. O animal teve a coluna vertebral quebrada pelo peão.

Para lembrar – Em 2005 na novela América, a autora Gloria Perez abordou a temática dos rodeios e como os animais desses eventos eram tratados, infelizmente houve uma interpretação errônea por parte de alguns integrantes de entidades que defendem os direitos dos animais e travaram um boicote a novela.

Bookmark and Share

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

UM PREFEITO GROTESCO

Por Ricardo Soares, do blog Todo Prosa

Redundância falar o quão grotesco é esse atual prefeito de São Paulo, o Gilberto Kassab.Repetir isso é apenas se dar ao desfrute de poder dizer o que se pensa desse sujeito visto que aqui é meu território livre e não sou cerceado como seria o caso se estivesse a escrever para um portal ou trabalhando nesse momento pra grande mídia.

Portanto viva a liberdade de poder dizer que Kassab é grotesco ! Isso posto encerro o mês perguntando aos amáveis e fiéis leitores desse blog se podemos ou não julgar uma cidade inteira pelo prefeito que ela elege. A questão causou uma "polemiquinha" hoje no Facebook quando eu disse que "ouvindo falar Kassab na Jovem Pan me pergunto como ainda é possível amar uma cidade que elege essa porcaria como prefeito".

Bem, as opiniões se dividiram. Muitos acham que sim, os paulistanos tem o que merecem. Outros crêem que não devemos deixar de amar a cidade por conta de um traste como Kassab. Pelo sim,pelo não, apenas deixo aqui a triste impressão de que é um desalento percorrer as áridas ruas dessa metrópole cheia de problemas quando sabemos que está a mercê de um político de tão baixo quilate e suprema ignorância como Kassab.

Até por sua história e importância São Paulo merecia um prefeito melhor do que esse aprendiz de Mussolini. E não há exagero quando digo isso. É só ler as recentes declarações dele contra qualquer espécie de paralisação de servidores municipais e olhar o seu passado para nos certificarmos que Kassab tem mais de Mussolini do que podemos imaginar.

Bookmark and Share

terça-feira, 30 de agosto de 2011

NÃO EXISTE PECADO DO LADO...

Por 265 votos pela absolvição, 166 pela cassação e 20 abstenções, a Câmara dos Deputados em votação secreta arquivou nesta terça-feira (30) o pedido de cassação do mandato da deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF). Ela foi flagrada em vídeo, de 2006, recebendo dinheiro de Durval Barbosa, delator do esquema que ficou conhecido como o mensalão do DEM.

A defesa da deputada alegou que ela não ocupava cargo público quando embolsou aquele dinheiro sujo. Jaqueline que não tinha usado a tribuna, após ser absolvida, resolveu subir e fez um breve. Sob vaias de manifestantes que estavam nas galerias da Câmara, ela deixou a tribuna.

No olhar da ética parlamentar, Jaqueline Roriz recebendo dinheiro de corrupção não fez nada de errado e enche de esperança outros parlamentares que têm processos e estão prestes a serem julgados. A benevolência continua a reinar no Congresso. E pecado não existe do lado debaixo do Equador.

Bookmark and Share

sábado, 27 de agosto de 2011

O PODEROSO CHEFÃO

Cassado sob a acusação de ser o gerente do mensalão, o ex-deputado e ex-ministro chefe da Casa Civil do governo Lula, José Dirceu mostra que, mesmo nos bastidores, continua dando às cartas no jogo político brasileiro.

Reportagem-bomba da revista Veja que chegou às bancas na madrugada deste sábado (27) e que vai pautar a grande imprensa, promete abalar as estruturas do Palácio do Planalto.

A reportagem revela que José Dirceu, um dos poderosos do PT, mantém um “‘gabinete” em um hotel de Brasília, de lá, o poderoso chefão, ao lado de figurões da República, despacha e conspira contra o governo de sua companheira Dilma. É algo colossal! Leia na íntegra a reportagem.

Bookmark and Share

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

PRÊMIO CONGRESSO EM FOCO 2011

O site Congresso em Foco que faz cobertura jornalística do Congresso Nacional, criou o Prêmio Congresso em Foco com intenção de dar mais visibilidade ao trabalho de deputados e senadores que se destacaram positivamente na ótica dos jornalistas e dos leitores do site. Neste ano, o prêmio chaga a sua 6ª edição e a entrega acontecerá no dia 7 de novembro, em Brasília.
O prêmio tem duas etapas de votação: na primeira, os jornalistas que cobrem o Congresso Nacional escolhem os 25 deputados federais e dez senadores que, no seu entender, melhor representaram a população no Parlamento neste ano.
Também fazem a pré-seleção dos parlamentares que mais se destacaram nas seguintes áreas: defesa da democracia, combate à corrupção, defesa da educação, promoção da saúde, defesa do meio ambiente. Na segunda etapa, considerada a decisiva, a votação é feita através da internet por leitores do site.
Nesta sexta edição do Prêmio, novas categorias especiais foram adicionadas:. São elas: Parlamentar de futuro, Defesa da democracia e da cidadania, Defesa do consumidor, Defesa dos municípios e Defesa da segurança jurídica e da qualidade de vida.
Clique aqui e vote no parlamentar que mais se destacou, em seu ponto de vista.
Bookmark and Share

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

50 ANOS DA RENÚNCIA DE JÂNIO QUADROS


Em 25 de agosto de 1961, os brasileiros acordaram atônitos com a notícia de renúncia do presidente da República, Jânio Quadros, que tinha tomado posse apenas sete meses.
Com a renúncia do “homem da vassourinha” o Brasil viu ir por água a baixo a democracia que dava sinais de vida e entrar na sombria ditadura militar que vigorou por 20 anos.
No site da revista Veja confira um especial sobre a trajetória do imprevisível Jânio Quadros e os 50 anos de sua renúncia. Clique aqui.
Bookmark and Share