.

.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

FELIZ 2009 !!!

Olá amigos, leitores, visitantes e
parceiros desse blog, obrigado a todos que prestigiaram meu blog em 2008, espero ter contribuído de alguma forma para um país melhor e uma política mais ética e que possamos estar juntos em 2009. Abraço do amigo, Valério Sobral.

FELIZ 2009 !!!

Bookmark and Share

CARO PROTÓGENES

Em entrevista à revista Caros Amigos, o delegado de Polícia Federal, Protógenes Queiroz, fala sobre as prisões de Paulo Maluf e seu filho Flávio Maluf, do ex-prefeito Celso Pitta, do empresário Naji Nahas e do banqueiro Daniel Dantas.

Numa entrevista que durou mais de seis horas, em onze páginas, Protógenes Queiroz fala do dia-a-dia na PF, comenta como prendeu Law Kim Chong, o poderoso chinês contrabandista de São Paulo. Relata também a burocracia do dia-a-dia na PF.

O delegado falou sobre as operações que comandou (Chacal, Satiagraha e muito mais...). Fala sobre a relação de poder que vários figurões da política brasileira têm nas decisões do país e como eles agem de acordo aos interesses particulares; de ministros a presidentes. Uma entrevista imperdível. Confira em Caros Amigos.
Bookmark and Share

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

O FUNDO SOBERANO E A OPOSIÇÃO

Por meio de medida provisória (MP) o governo anuncia R$ 14,2 bilhões para criação do Fundo Soberano do Brasil (FSB), deverá ser aplicado em infra-estrutura e saneamento básico, mas o governo age como aquele ditado popular: diz o milagre, mas não mostra o santo.Após a publicação da MP do FSB, deixou claro que os recursos serão captaneados pelo Tesouro Nacional que poderá emitir títulos da dívida pública imobiliária federal para garantir os recursos ao FSB.

Por descordar da MP que a oposição fez um esforço e ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF) por meio dos advogados dos partidos de oposição ao governo; DEM, PPS e PSDB com uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) contra a MP que criou o Fundo Soberano do Brasil.

A líder do PT, a senadora Ideli Salvatti (SC), foi ao Palácio do Planalto nesta segunda-feira (29) e criticou a atitude da oposição de tentar barrar a MP que criou o FSB, porém, para Ideli a tendência é a Suprema Corte rejeitar essa ação ajuizada pela oposição.
Bookmark and Share

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

EM RECESSO

O Congresso Nacional está em recesso desde segunda-feira (22), e volta à ativa apenas em 1º de fevereiro de 2009. Vários deputados e senadores aproveitarão o recesso, as férias, para irem até suas bases eleitorais – o estado, as cidades onde são votados – para verem como está o terreno após as eleições de 2008 para contabilizar as parcerias com os vencedores das urnas e, pra aqueles que não conseguiram eleger seu apadrinhado, é hora de discutir o que deu errado e traçar novas metas para 2010, afinal, a campanha de 2010 começou quando acabou a de 2008. Aliás, eles podem voltar voando à Brasília para uma votação, mas claro, irão embolsar pelo esforço. Digamos que uma gorjeta para um café, o equivalente a vários jantares no Dom Francisco (Brasília) ou no Figueira Roubayart (São Paulo).

O resumo da ópera é que, o país ficará sem votação dos projetos importantes até a volta dos parlamentares de suas férias, afinal, um descanso merecido para aqueles que realmente compareceram as sessões da Câmara e do Senado, porque o que não falta são deputados e senadores gazeteiros. Por isso, você pode encontrar nesses 40 dias, tudo em Brasília, menos um deputado ou senador.
Bookmark and Share

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

CIRO GOMES, O DEPUTADO GAZETEIRO

O site Congresso em Foco divulga todo ano a lista dos 10 deputados federais mais faltosos durante o ano. Com dados oficiais da Secretaria Geral da Mesa Diretora da Câmara, o Congresso em Foco revelou o nome dos dez parlamentares mais ausentes deste ano: Alberto Silva (PMDB-PI), Carlos Wilson (PT-PE), Custódio Mattos (PSDB-MG), Nice Lobão (DEM-MA), Ciro Gomes (PSB-CE), Sandro Mattos (PR-RJ), Enio Bacci (PDT-RS), Dr. Pinotti (DEM-SP), Abelardo Camarinha (PSB-SP) e Silas Câmara (PSC-AM). Mais informações no Congresso em Foco.

O deputado cearense, Ciro Gomes (PSB) que recebeu maior votação proporcional do país demonstra que não tem apreço nenhum pelo povo que deram o voto de confiança. Pelo segundo ano, ele está na lista dos deputados gazeteiros, em 2009 certeza continuará faltando porque há meio de justificar falta injustificável, porque no Brasil sempre dão o “jeitinho brasileiro”, ele não perderá mandato por causa disso, se fosse levado ao pé da letra como manda o artigo 55 da Constituição que, os deputados que faltarem um terço das sessões perderá o mandato. Mas se duvidar, ele justifica o injustificável. Até ida ao cafezinho da Câmara e ao fumodrómo.
Bookmark and Share

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

O COLECIONADOR DE PRESÉPIO

Todo ano em dezembro, o ex-governador de São Paulo e atual secretário municipal de Negócios Jurídicos, Cláudio Lembo (DEM) faz questão de dedicar um dia inteiro para montar seu presépio que ganhou do pai, mas o secretário é um colecionador de primeira, tem mais de 100 presépios de todo estilo que se possa imaginar.

Ele tira da caixa os três reis magos, o Menino-Jesus, carneirinho e tudo como deve ser um bom presépio. Quando chega o dia 6 de janeiro, volta tudo para a caixa e ficam a espera de um próximo natal. Feliz Natal !!!
Bookmark and Share

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

NEGÓCIO DE AMIGO

Mais uma vez o governador do Ceará, Cid Gomes (PSB) demonstrou que não está nem aí para o Tribunal de Contas do Estado (TCE), semana passada dispensou licitação para compras de livros didáticos no valor de 5,8 milhões de reais e fechou com editora Aprender, empresa ligada ao presidente do Conselho de Educação do Ceará, Edgar Linhares.

Os laços de amizade entre Edgar e Cid são antigo, desde que Cid Gomes era prefeito de Sobral (cidade da zona norte do Ceará, a 248 km de Fortaleza) e Edgar era secretário. No início deste ano, Cid Gomes tinha dado outro presentão a editora Aprender, fechou outro contrato sem licitação no valor de 7,5 milhões, também para comprar livros didáticos, o Tribunal de Contas do Estado achou irregular, mas não interferiu para que, os alunos não ficassem sem livro didático.

Elegante o pensamento do TCE, mas não convence, sabemos que o Tribunal de Contas do Estado, assim como outros órgãos do Ceará, dança a música que o governador tirano toca. Isso que acontece governar sem oposição.
Bookmark and Share

domingo, 21 de dezembro de 2008

2009,O ANO DA PROVA DE FOGO

Em 2009 será um ano decisivo para oito governadores: Cássio Cunha Lima (PB), Jackson Lago (MA), Marcelo Déda (SE), Ivo Cassol (RO), José de Anchieta Júnior (RR), Waldez Góes (AP), Marcelo Miranda (TO) e Luiz Henrique da
Silveira (SC). Eles serão julgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por acusações de abuso do poder político, abuso do poder econômico, abuso de autoridade, propaganda ilegal e compra de votos nas eleições de 2006. O risco de cassação de mandato bate a porta dos governadores e 2009 será o ano da prova de fogo para cada um deles.

Bookmark and Share

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

CÂMARA CASSA MANDATO DE DEPUTADO 'INFIEL'

A Câmara cassou – após intimação – o mandato do deputado federal, Walter Brito Neto (PRB-PB), 26 anos, por infidelidade partidária. Walter Brito era do DEM e foi para o PRB, partido do vice-presidente da República José Alencar, trocado em miúdos, já desembarcou em um partido da base governista. Ele chegou à Câmara após a renúncia do deputado Ronaldo Cunha Lima.

Para frear esse troca-troca partidário, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que o mandato pertence ao partido e não ao parlamentar, a partir daí, partidos entraram com ação para rever seus mandatos, o DEM foi um deles que pediu o cargo de Walter Brito Neto de volta por infidelidade ai começou essa novela de julga daqui, recorre dali; até que ontem (18) após ser intimada, a Câmara cassou o mandato do deputado e dará posse ao major Fábio (DEM-PB).

A cassação de Walter Brito Neto por infidelidade partidária é o início de uma lista extensa de políticos “infiéis” que poderão perder o cargo, entre eles, o deputado federal, Clodovil Hernandes (PR-SP) que trocou o PTC pelo PR.
Bookmark and Share

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

TASSO JEREISSATI, 60 ANOS !!!

Em entrevista ao jornal cearense O Povo, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) aos 60 anos (completou no último dia 15) faz um balanço de sua história política e relembra como foi chegar ao governo do Ceará, como encontrou o estado e como deixou. Também diz que no Ceará houve um retrocesso de 40 anos na administração de Lúcio Alcântara (PR). De aliado, agora desafeto.

Sobre o atual governador, Cid Gomes (PSB), o senador Tasso diz que é um bom rapaz. Comenta a difícil relação política com a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT). Revela que 2010 será sua última eleição. O senador se diz injustiçado por ser chamado de inimigo do servidor público. Confira a entrevista na íntegra no jornal O Povo.
Bookmark and Share

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

MORDAÇA NO ESTADÃO, O LANÇAMENTO

Hoje à noite fui ao lançamento do livro-reportagem Mordaça no Estadão do jornal O Estado de São Paulo de autoria do jornalista José Maria Mayrink, sobre as matérias censuradas no regime militar, quando entrou o AI-5, em 13 de dezembro de 1968. O lançamento foi na livraria Cultura do Conjunto Nacional na Avenida Paulista, centro de São Paulo. Muitos jornalistas presentes, alguns que conheço porque escrevem diariamente ou semanal no jornal O Estado de São Paulo, entre eles, Daniel Piza. O jornalista Carlos Brickmann do jornal Diário de São Paulo. Fiquei surpreso, esperava um número expressivo de políticos, mas o tempo que fiquei lá ( 20 minutos só na fila para o autográfo e mais uma hora circulando pela livraria) encontrei apenas o ex-governador de São Paulo e atual secretário municipal de Negócios Jurídicos, Cláudio Lembo (DEM).

o livro é magnífico para quem gosta do tema e para aqueles que se interessam mais sobre a história política e jornalística do país, o livro nos leva a era da ditadura militar e faz lembrar - jamais podemos esquecer - o momento sombrio que passamos, onde a liberdade de expressão era praticamente zero; o que valia mesmo era a canetada dos despreparados membros do governo militar que agiam de forma áspera, grosseira a quem contrariasse o pensamento e as ações do governo militar. O livro Mordaça no Estadão é leitura indispensável para alunos de comunicação social.
Bookmark and Share

domingo, 14 de dezembro de 2008

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES

Em 13 de dezembro de 1968, há 40 anos entrava em vigor o Ato Institucional nº 5(AI-5),criado pelo governo militar do general Costa e Silva. Há vários vídeos no site You Tube sobre a ditadura no Brasil e os anos de chumbo e entre as centenas de vídeos, escolhi esse que tem a música Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores, de Geraldo Vandré. Essa música virou o hino contra as repressões, atrocidas e indignação.

Esse momento triste e sombrio da história do Brasil não pode ser esquecido e quero mostrar aos jovens, assim, iguais a mim não eram nascidos e não passaram por aquele momento onde a liberdade de expressão ou qualquer manifestação era repreendida brutalmente possam ver o quanto se lutou para termos nossos direitos que temos hoje. Quantos morreram para que fosse possível vivermos numa democracia. E nos mostrar que não podemos parar de lutar jamais. É preciso não esquecer o passado para não cometermos os mesmos erros no futuro. Veja no You Tube esse vídeo Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores.
Bookmark and Share

MORDAÇA NO ESTADÃO

Nesta segunda-feira (15), a partir das 19h será lançado na livraria Cultura do Conjunto Nacional, avenida Paulista, o livro-reportagem Mordaça no Estadão, um relato da censura no jornal e a reprodução de dezenas de paginas com textos do AI-5 , de 13 de dezembro de 1968. O livro-reportagem mostra que a censura no Estado começou dia 13, quando a edição do jornal foi apreendida pelos censores do regime militar.

Estarei no lançamento do livro e convido aos amigos, blogueiros políticos e aqueles que se interessam pelo tema. Vamos lá galera, depois vamos tomar um bom café no Fran´s Café mais próximo (risos).
Bookmark and Share

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

A I - 5: 40 ANOS !

O maior golpe à democracia brasileira, o Ato Institucional número 5 (AI-5), criado pelo governo militar do general Costa e Silva, em 13 de dezembro de 1968, completa 40 anos. Com ele, o Congresso Nacional e as Assembléias Legislativas estaduais foram colocados em recesso, e o presidente, à época o general Costa e Silva, passou a ter plenos poderes para cassar mandatos eletivos, suspender direitos políticos, demitir ou aposentar juízes e outros funcionários públicos, suspender o habeas-corpus em crimes contra a segurança nacional, legislar por decreto, julgar crimes políticos em tribunais militares, dentre outras medidas autoritárias. Paralelamente, nos porões do regime, generalizava-se o uso da tortura, do assassinato e de outros desmandos. Tudo em nome da "segurança nacional".

O ano de 1968, "o ano que não acabou", ficou marcado na história mundial e na do Brasil como um momento de grande contestação da política e dos costumes. O movimento estudantil celebrizou-se como protesto dos jovens contra a política tradicional, mas principalmente como demanda por novas liberdades. O radicalismo jovem pode ser bem expresso no lema "é proibido proibir". Esse movimento, no Brasil, associou-se a um combate mais organizado contra o regime: intensificaram-se os protestos mais radicais, especialmente o dos universitários, contra a ditadura. Por outro lado, a "linha dura" providenciava instrumentos mais sofisticados e planejava ações mais rigorosas contra a oposição.

A gota d'água para a promulgação do AI-5 foi o pronunciamento do deputado Márcio Moreira Alves, do MDB, na Câmara, nos dias 2 e 3 de setembro, lançando um apelo para que o povo não participasse dos desfiles militares do 7 de Setembro e para que as moças, "ardentes de liberdade", se recusassem a sair com oficiais. Na mesma ocasião outro deputado do MDB, Hermano Alves, escreveu uma série de artigos no Correio da Manhã considerados provocações. O ministro do Exército, Costa e Silva, atendendo ao apelo de seus colegas militares e do Conselho de Segurança Nacional, declarou que os pronunciamentos eram "ofensas e provocações irresponsáveis e intoleráveis".

O governo solicitou então ao Congresso a cassação dos dois deputados. Seguiram-se dias tensos no cenário político, entrecortados pela visita da rainha da Inglaterra ao Brasil, e no dia 12 de dezembro a Câmara recusou, por uma diferença de 75 votos (e com a colaboração da própria Arena), o pedido de licença para processar Márcio Moreira Alves. No dia seguinte foi baixado o AI-5, que autorizava o presidente da República, em caráter excepcional e, portanto, sem apreciação judicial, a: decretar o recesso do Congresso Nacional; intervir nos estados e municípios; cassar mandatos parlamentares; suspender, por dez anos, os direitos políticos de qualquer cidadão; decretar o confisco de bens considerados ilícitos; e suspender a garantia do habeas-corpus. No preâmbulo do ato, dizia-se ser essa uma necessidade para atingir os objetivos da revolução, "com vistas a encontrar os meios indispensáveis para a obra de reconstrução econômica, financeira e moral do país". No mesmo dia foi decretado o recesso do Congresso Nacional por tempo indeterminado - só em outubro de 1969 o Congresso seria reaberto para referendar a escolha do general Emílio Garrastazu Médici para a Presidência da República.

Ao fim do mês de dezembro de 1968, 11 deputados federais foram cassados, entre eles Márcio Moreira Alves e Hermano Alves. A lista de cassações aumentou no mês de janeiro de 1969, atingindo não só parlamentares, mas até ministros do Supremo Tribunal Federal. O AI-5 não só se impunha como um instrumento de intolerância em um momento de intensa polarização ideológica, como referendava uma concepção de modelo econômico em que o crescimento seria feito com "sangue, suor e lágrimas". Mas, sobretudo, o AI-5 atingiu o que restava de esperança de mudar o Brasil, fazê-lo voltar ao caminho democrático, após o desvio de rota causado pelo golpe de 1964. Em conseqüência do Ato 5, muitos dos jovens que se empenhavam na oposição ao regime militar optaram pela luta armada.

Outro ponto importante a ser ressaltado é o fato de muitos dos personagens que participaram da decretação do regime de exceção, ou dele foram beneficiários, hoje posarem de democratas radicais, lutadores contra o autoritarismo. Alguns só faltam dizer que foram perseguidos pelo regime militar, quando na verdade foram seus instrumentos. Outro é o caso daqueles que foram efetivamente punidos pelo AI-5, e hoje dão as mãos aos seus antigos algozes. Estes escolheram um novo rumo para suas vidas.

Importante publicar aqui este acontecimento triste da história brasileira como forma de recuperação daquele passado, para que nosso país não venha a repeti-lo, seja por que pretexto for; para aqueles que não viveram os anos duros do regime militar, que sirvam para que conheçam um momento particularmente importante da nossa história, que valeu, pelo menos, para que muitos brasileiros dessem provas de um espírito de luta em favor da liberdade e da justiça como poucas vezes se viu.
Bookmark and Share

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

DE VOLTA AO PASSADO

A presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Solange Paiva Vieira, descartou a possibilidade de haver apagão aéreo no fim do ano. Solange disse que os atrasos e cancelamentos de vôos em aeroportos de todo país em 2006 por causa de uma greve dos controladores de tráfego aéreo, são “coisas do passado”. Ela acredita que não haverá greve dos aeronautas, aeroviários e aeroportuários, que ameaçam parar suas atividades vésperas do Natal. A categoria reivindica 10% de reajuste salarial, mas ontem houve reunião com as empresas aéreas que ofereceram 7,2% de reajuste. Não houve acordo. Na amanhã haverá nova rodada de negociações.

Se houver a greve, a presidente da Anac disse que será acionado um plano de contingência, serão utilizados os aviões da Força Aérea Brasileira com o apoio de integrantes da Aeronáutica para auxiliarem na operação nos aeroportos. As empresas informaram que não haverá overbooking (a venda de passagens além do número disponível de poltronas nas aeronaves) e mais; prometeram haver endosso de passagens caso se um vôo tiver atraso mais de 2 horas.

Acredite se quiser, mas adianto; haverá sim atrasos e paralisações nos aeroportos brasileiros, por um simples motivo: não tem punição para as empresas aéreas, ou você já viu alguma empresa aérea ser punida durante o caos aéreo de 2006/2007? Não tem. Isso reforça a impunidade e gosto pelo desrespeito com os passageiros. A troca de ministro da Defesa é coisa para inglês ver. Falta mesmo são ações enérgicas e punições pra valer.
Bookmark and Share

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

SENADO APROVA PEC DOS VEREADORES

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira, 10, a proposta de emenda à Constituição (PEC), que aumenta em seis mil o número de vereadores no país. A proposta fixa critérios para vereadores de acordo com a população do município e estabelece novos limites de gastos com as câmaras municipais e aumenta de 51 mil para 57 mil o número de vereadores, em todo o país.

A proposta altera determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que fez com que 2,4 mil municípios tivessem sua câmaras municipais reduzidas, já que a determinação da Justiça criou 36 faixas de limite de vereadores e fez com que municípios com até 47 mil habitantes ficassem com o número mínimo de vereadores: nove. Isso fez com que o número de vereadores passasse de 58 mil para 51 mil. Agora, foram estabelecidas 24 faixas de limites de vereadores para os municípios. Aqueles com até 15 mil habitantes terão o mínimo de nove e os com mais de oito milhões de habitantes terão o máximo de 55 vereadores. O total de vereadores passará a ser 57 mil. "Não é o que era antes, mas padronizou mais", disse o relator da proposta, senador César Borges (PR-BA).

A proposta também reduz o limite de gastos com as câmara municipais. A PEC estabelece que poderão ser gastos com a câmara municipal o mínimo de 2% e o máximo de 4,5 % do orçamento do município. Atualmente, os gastos variam de 4,5% a 8 % do orçamento municipal. Pela proposta aprovada, as faixas de gastos com as câmaras municipais foram divididas em cinco, de acordo com a arrecadação dos municípios. Os municípios com arrecadação de até R$ 30 milhões por ano podem gastar com os legislativos municipais até 4,5 da receita; arrecadação de R$ 30 a R$ 70 milhões, gastos de até 3,75%; de R$ 70 a R$ 120 milhões, gastos de até 3,5 %; de R$ 120 a R$ 200 milhões, gastos de 2,75 %; e, acima de R$ 200 milhões, os gastos podem ser de até 2 % do orçamento. A matéria agora será votada em dois turnos no plenário do Senado.

Agência Brasil
Bookmark and Share

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

NA LISTA DA CORRUPÇÃO

No Dia Mundial de Combate à Corrupção, o Brasil ficou feio na foto, ou na lista. Entre os vinte e dois países que mais exportam no mundo, o Brasil aparece em 5º lugar, junto com a Itália. A pesquisa feita pela ONG Internacional Transparência mostrou que, para se fechar um negócio, tanto aqui como em outro país, tem que ser na base do toma lá dá cá. Apenas mostrou o que já sabemos, mas cada um fazendo sua parte isso, aos poucos vai melhorar. Nem tudo está perdido e lutar por um dia melhor faz parte de cidadãos que não fogem à luta, assim, igual:eu e você brasileiro.
Bookmark and Share

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

LEI SECA

Jean Aquino, de Fortaleza (CE) especial para o blog.

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou em 1ª discussão projeto de lei do vereador José Maria Pontes (PT) que regulamenta o horário de funcionamento de bares na cidade de Fortaleza. Com 18 votos favoráveis e 11 contrários, a proposta inicial aprovada na terça-feira (2) diz que bares e restaurantes ficam proibidos de funcionar depois de meia-noite entre domingo e quinta-feira. Já nas sextas, sábados e feriados os estabelecimentos podem funcionar até uma hora da madrugada.

O projeto que, para ser aprovado precisa passar por mais duas votações, a próxima marcada para amanhã (9), recebeu duas emendas que segundo Pontes desfalcam a proposta inicial. Uma das emendas foi apresentada pelo presidente da Câmara Municipal de Fortaleza (CMF) Tin Gomes (PHS), segundo a emenda, restaurantes e casas de shows ficam livres da restrição de horário, pois os mesmos não têm a venda de bebidas alcoólicas como atividade principal. O calcanhar de Aquiles do projeto é a emenda apresentada pelo vereador Guilherme Sampaio (PT), líder da prefeita na câmara, que divide a cidade em diversas regiões que terão horários diferenciados para o limite de funcionamento de estabelecimentos. "Se ele (Guilherme) colocar (a emenda), eu não tenho dúvida nenhuma, vai ser bem fácil de cair (a lei). É só entrar na Justiça", afirmou Pontes, durante entrevista ao programa Coletiva exibido neste domingo (7) pela TV O POVO. "Há o princípio da isonomia. Você não pode dizer que um bairro é tal hora e no outro é um horário diferente", ressaltou o parlamentar. Segundo José Maria Pontes, em outras cidades que tentaram fazer diferenciação de bairros, a justiça barrou adoção de leis similares.

Na entrevista que deu à TV O POVO ele afirmou que, se não houver mudança no projeto inicial, os donos de bares não terão fundamentação legal para questionar a proposta na justiça. "Quem pensa que vai derrubar esse projeto, caso ele seja aprovado, porque diz que é inconstitucional, não é", diz, na esperança de que a emenda não passe. O vereador petista descartou a possibilidade de prejuízo econômico, caso o projeto vire lei. Segundo ele onde ocorreu redução de violência ouve aumento da atividade econômica. "Se for para cair alguma coisa e salvar vidas, eu estou do lado de salvar vidas", concluiu o vereador.
Bookmark and Share

sábado, 6 de dezembro de 2008

À QUEIMA ROUPA

Em evento neste sábado (6), o governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli(PMDB), que os policiais são treinados para matar. Segundo o governador "Os policiais estão autorizados a atirar no peito de quem tem passagem". A afirmação foi durante cerimônia realizada no lançamento da Operação Feliz Cidade, onde foram entregues 1.500 pistolas calibre 40 aos policias militares. No início do ano, o governador André Puccinelli já havia feito afirmação desse tipo (“os policiais podem disparar nos bandidos”.) quando houve rebelião na Colônia Penal Agrícola de Campo Grande.

O governador ainda disse que os policiais não precisam cumprir “100% dos dizeres dos Direitos Humanos”, e completou “mais de 90% da população, mesmo os cristãos católicos exige que sejamos enérgicos com os bandidos”. O governador afirmou que é católico. André Puccinelli frisou que: “não estou incitando a dizimação dos bandidos. Mas nossa PM deve ser enérgica”. Segundo o governador André Puccinelli, enquanto o policial atira na perna, o bandido já atira no peito sem se preocupar com a vida do outro.
Bookmark and Share

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

NUNCA NA HISTÓRIA DESTE PAÍS...

Pesquisa divulgada pelo Datafolha sobre a popularidade do governo Lula mostra aprovação recorde, 70% dos brasileiros acham ótimo ou bom e para surpresa de alguns, nunca na história deste país teve um presidente com popularidade tão em alta quanto o presidente Lula. O governo é bem avaliado na economia. A região onde o governo Lula é mais bem avaliado é o nordeste, com 81% de ótimo ou bom.

Qual será o segredo do governo? Talvez seja a política assistencialista na região nordeste e a política da boa vizinhança com os banqueiros. Vamos esperar uma nova pesquisa depois dessa crise econômica mundial, talvez os ventos mudem e a popularidade do governo Lula estanque, porque caso continue a subir como rabo de foguete será algo de estudos mais profundos no campo político, econômico e social.
Bookmark and Share

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

PAULINHO É ABSOLVIDO NO CONSELHO DE ÉTICA

O Conselho de Ética da Câmara absolveu o deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força. O deputado era acusado por suposto desvio de verbas no BNDES. Paulo Pereira da Silva ainda tem dois processos no Supremo Tribunal Federal.

No início da semana, quando o relator do processo, deputado federal, Paulo Piau (PMDB-MG) pediu a cassação de Paulinho, o clima entre deputados era que a absolvição dele era garantida. O cheiro de pizza já fazia parte do cardápio.
Bookmark and Share

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

CABE MAIS ?

A Câmara Municipal de São Paulo votou nesta semana a liberação de advogados no rodízio municipal de veículos. O projeto de lei do vereador Edivaldo Estima (PPS), foi aprovado em primeira votação e permite para um veículo por advogado. Se for aprovado o texto, vai à sanção do prefeito, Gilberto Kassab (DEM).

A proposta pode favorecer 85 mil profissionais da categoria. Ata agora, única classe isenta do rodízio de veículos em São Paulo são os médicos. A relatora do projeto, Mara Gabrilli (PSDB) é contra e, segundo a vereadora “privilegia uma classe”, por isso é contra. Há mais vereadores contra o projeto por temerem que outras categorias reivindiquem isenção no rodízio municipal de veículos.

Para os que defendem a aprovação da proposta de isenção, o argumento é que, advogados prestam serviços tão essenciais quanto os médicos, e mais; dizem que muitos advogados têm apenas um carro e que, para não chegarem atrasados ou faltarem às audiências, usam os veículos dos próprios clientes. O assunto promete pano pra muita manga.
Bookmark and Share

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

HILLARY É A NOVA SECRETÁRIA DE ESTADO DOS EUA

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama anunciou nesta segunda-feira, em Chicago a senadora Hillary Clinton como secretária de Estado. Barack Obama teceu elogios à senadora: "Ela tem a minha total confiança. Não tenho dúvidas de que é a pessoa certa para liderar nosso Departamento de Estado e trabalhar comigo em nossa ambiciosa agenda de política internacional. Hillary Clinton possui uma inteligência extraordinária, acompanhada de uma ética notável. Estou orgulhoso de que ela seja nossa próxima secretária de Estado."

De rival na disputa pela escolha do partido Democrata, Obama ver em Hillary a força de uma grande mulher na articulação de política internacional e por isso, é boa escolha para o governo Obama ter em seu governo uma secretária de Estado do naipe da senadora Hillary Clinton.
Bookmark and Share