.

.

quarta-feira, 15 de março de 2017

TANCREDO NEVES, O PRÍNCIPE CIVIL

Silencioso nas articulações, estrondoso na tribuna, mestre da conciliação, Tancredo Neves se tornou o símbolo da redemocratização brasileira. Em seus cinquenta anos de vida pública, o político mineiro participou dos momentos mais importantes da história do Brasil.

Foi ministro da Justiça de Getúlio Vargas em 1954, apoiando o presidente até o trágico fim. Primeiro-ministro da experiência parlamentarista de João Goulart em 1961. Líder do governo, senador e governador de Minas Gerais.

Nos 21 anos de resistência pacífica ao regime militar, costurou a derrocada da ditadura em 1985 aceitando eleger-se presidente, ainda que sob regras não democráticas. Foi internado em estado grave às vésperas de assumir o poder.

Sua morte estarreceu a população — “Eles não o deixaram tomar posse”, repetia-se pelas ruas enquanto passava o cortejo fúnebre —, porém seu legado conduziu o Brasil de volta ao caminho da democracia. Além de uma biografia, Tancredo Neves, o príncipe civil é uma grande reportagem sobre a política brasileira.

Sinopse do livro, via biblioteca da Folha
Bookmark and Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário