terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

MENOS INTIMIDADE, MAIS RESPEITO

Nesse mês que completa 25 anos de morte do ex-presidente Jânio Quadros, recordei-me de uma história - dentre tantas que o cercam esse controverso, excêntrico, verdadeiro mito da política brasileira, contada pelo ex-deputado João Mellão Neto, em sua página numa rede social.
No início da década de 1980, Jânio Quadros, após mais de vinte anos afastado da vida pública, para divulgar-se entre os jovens, dava palestras em universidades. Em uma delas um jovem, com irreverência , o questionou:
"- Jânio, confesse o real motivo de sua renúncia! Foi medo ou loucura?"
O ex-presidente sequer pestanejou:
"- Senhor ouvinte, algo que aprendi, durante a vida , é que intimidade demais gera dois tipos de consequências: filhos e aborrecimentos. Como não pretendo ter nenhuma das duas com o senhor, eu lhe peço: trate-me por "senhor" e eu farei o mesmo."
Bookmark and Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário