.

.

sexta-feira, 31 de março de 2017

AGRESSÃO FÍSICA

Casada há quase cinco anos com o senador Lasier Martins (PSD-RS), a jornalista Janice Santos, de 38 anos, prestou queixa na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, em Brasília, contra o marido por agressão física. O senador diz que o casal está em processo de separação, que não a agrediu e que é vítima de chantagem. As informações são do Correio Braziliense.
Janice denunciou Lasier à polícia na última terça-feira, quando passou por exame de corpo de delito. Estava acompanhada da empregada doméstica, que levou como testemunha. No depoimento, a jornalista afirmou que não foi a primeira vez que foi agredida pelo companheiro, a quem classificou como um homem “violento e agressivo”. Ela contou que teve as pernas chutadas pelo senador e as mãos pressionadas por ele enquanto segurava um porta-joias. Disse, ainda, que foi xingada e humilhadas várias vezes pelo marido e que foi agredida na barriga, em outra briga, enquanto se recuperava de uma cirurgia na região.
Em entrevista ao Correio, Lasier contestou as declarações da esposa. “Ela partiu para cima de mim e eu apenas reagi para me defender, sem agredi-la. Ela mesmo se cortou e passou sangue em mim. Ela é louca. Está me chantageando por conta do divórcio. Não tenho dúvida de que a polícia vai apurar o caso e concluir que não fiz absolutamente nada”. O senador afirma que a doméstica o procurou para dizer que havia se recusado a “mentir” para a delegada. “Ela estava no local e não viu nenhuma agressão, pois isso não aconteceu”, afirmou.
Em nota enviada ao Congresso em Foco por meio de sua assessoria, o senador diz estar triste com o episódio e reiterou não ter praticado qualquer ato de agressão:
“A propósito de ocorrência policial registrada por sua mulher Janice, o senador Lasier Martins informa que está em processo judicial de separação litigiosa no Foro do Distrito Federal. Esclarece que não houve a alegada agressão física, mas ações e manobras da mulher no sentido de tirar proveito em tentativa de acordo no processo judicial. O senador está triste com o acontecimento e aguarda o andamento do processo judicial onde apresentará provas de sua inocência.”
Choque na TV
Um dos principais nomes da RBS, afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Sul, Lasier chegou ao Senado em fevereiro de 2015, após conquistar o seu primeiro mandato eletivo. A advogada da jornalista não quis comentar a denúncia da cliente contra o senador.
Antes de entrar para a política, ele ficou conhecido nacionalmente após a divulgação de um vídeo na internet em que aparece tomando um choque ao encostar em uma parreira energizada durante transmissão ao vivo da Festa da Uva, em 2000. Eleito em 2014 pelo PDT, ele se filiou ao PSD no ano passado após seguidos desentendimentos com a direção nacional do partido. Ele foi um dos pedetistas que votaram a favor do impeachment de Dilma, posição que contrariou a cúpula partidária.
Bookmark and Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário