.

.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

VAI E VOLTA

O desembargador Abel Gomes, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, depois de um pedido do advogado de Adriana Ancelmo, reconsiderou a decisão tomada hoje à tarde de suspender a prisão domiciliar da ex-primeira-dama do Rio.
O desembargador vai esperar que a defesa dê entrada nos embargos infringentes (recurso cabível quando uma decisão da Corte não é unânime) a que tem direito.
Enquanto os embargos infringentes não forem julgados, ela não voltará para a prisão.
Do Blog do Lauro Jardim,  O Globo
Bookmark and Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário